Estudante de Direito é preso suspeito de fraude na negociação de imóveis, em JP

19
0
COMPARTILHE

Um estudante de Direito, de 32 anos, foi preso, nesta quinta-feira (19), suspeito de praticar fraudes em contratos de alugueis de apartamentos de luxo na orla de João Pessoa. O crime teria resultado em prejuízo de mais de R$ 100 mil para as vítimas.


Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com a polícia, o suspeito praticava o crime há pelo menos quatro anos, utilizando um site para a realização dos negócios, que eram concretizadas por meio de mensagens.

“Vários turistas procuraram a polícia para registrar o crime que estaria sendo cometido por um falso corretor. De acordo com as vítimas, o homem oferecia locação de imóveis para temporada em um site nacional de compra e venda de serviços. Ele apresentava fotos das casas e apartamentos e pedia um adiantamento em dinheiro para concretizar a transação imobiliária, mas quando as pessoas chegavam à Capital descobriam que tinham sido vítimas de um golpe”, afirmou o delegado da Delegacia Especializada de Atendimento ao Turista (Deatur), Francisco de Azevedo Neto.

Além das trocas de mensagens apresentadas pelas vítimas para a polícia, os dados de uma conta bancária do suspeito ajudaram nas investigações. O estudante foi localizado após uma denúncia anônima.

Dentro do apartamento do estudante, que fica no bairro de Mangabeira, na Zona Sul da Capital, estavam duas mulheres e um homem. Ao notar a entrada da polícia, o suspeito pulou pela janela e na queda fraturou os ossos dos pés. Mesmo ferido, ele ainda tentou se esconder dentro de uma casa, mas policiais militares que chegaram para dar apoio à ação prenderam o estudante.

Contra o suspeito também existiam outros três mandados de prisão. Ouvido, o estudante foi autuado por estelionato e encaminhado para a Central de Polícia Civil, onde vai ficar recolhido na carceragem aguardando a audiência de custódia.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas