Ex-prefeito da PB condenado por desvio de verbas é preso pela PF e levado para presídio

21
0
COMPARTILHE

O ex-prefeito da cidade de Puxinanã, Orlando Dantas, 65 anos, foi preso no fim da tarde dessa segunda-feira (20), por força de um mandado de prisão expedido pela Justiça Federal por desvio de recursos públicos e improbidade administrativa. Ele foi condenado a 6 anos de prisão em regime semiaberto. A ação foi movida pelo Ministério Público Federal de Campina Grande.

Leia mais Notícias de Política do Portal Correio

De acordo com Edgley Alves, chefe de gabinete da Prefeitura de Puxinanã, o ex-gestor foi preso em casa devido um processo que se arrasta na justiça há mais de 10 anos. “Já apresentamos a defesa várias vezes, mas o juiz foi irredutível. Esse processo tem quase 20 anos e foi um recurso destinado a um setor, que foi usado em outra pasta”, disse.

Alves revelou que uma banca de advogados entrará ainda nesta terça com um pedido de habeas corpus para a liberdade do ex-prefeito. “Orlando está debilitado. Ele não anda devido a um AVC e está em tratamento de hemodiálise três vezes por semana no Hospital João XXIII, em Campina Grande. Inclusive, hoje (21) ele tem que passar pelo tratamento”, comentou.

Após a prisão, Orlando Dantas foi apresentado à Justiça Federal de Campina Grande e transferido para o Presídio Serrotão. A direção da unidade prisional informou que o político está recolhido na enfermaria do presídio. Dantas foi prefeito da cidade por três mandatos, mas estava fora do cargo há 11 anos. Lúcia Aires, esposa do ex-prefeito, é a atual prefeita de Puxinanã.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas