Exposi??o itinerante ?Narrativas Po?ticas? reabre galeria em Jo?o Pessoa

24
COMPARTILHE

Uma exposição com obras representativas de expoentes do Modernismo e artistas contemporâneos em um ambiente cercado de poesia. Esta é a exposição ‘Narrativas Poéticas – Coleção Santander Brasil’, uma iniciativa de valorização da cultura brasileira, que será inaugurada nesta terça-feira (16). A mostra, que estará aberta ao público de 17 de junho a 16 de agosto de 2015, utiliza como referência a relação entre artes plásticas e poesia e traz Helena Severo na curadoria geral. A iniciativa marca a reabertura da Galeria Archidy Picado e a coloca na agenda do circuito expositivo nacional.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

A visita exclusiva para jornalistas aconteceu na manhã desta segunda-feira (15), após entrevista coletiva. Márcia Lucena, presidente da Funesc, destacou que, após a reforma (a primeira de grande porte desde a fundação, em 1985), a Galeria Archidy Picado teve a área expositiva ampliada em 1/3, o que a possibilita receber uma exposição desse porte. Para ela, receber o acervo na Galeria Archidy Picado é um privilégio para a Paraíba, já que se trata de um rebuscado recorte da arte modernista brasileira.

“Através do Santander, abriremos uma janela para um dos períodos mais criativos e autênticos da arte brasileira e sua identidade, e ter contato com obras de artistas da magnitude de Di Cavalcanti, Portinari ou Cícero Dias é um privilégio para nós paraibanos, para os brasileiros”, disse Márcia Lucena. Ela destaca, ainda, que professores da disciplina de artes da rede estadual receberam treinamento para atuar como monitores durante todo o período da exposição.

Objetivo

Com percurso livre, a exposição tem como objetivo levar a arte brasileira a um público amplo e oferecer múltiplas possibilidades de leitura para as obras do próprio acervo, com o apoio narrativo de fragmentos de poemas selecionados. A Coleção Santander Brasil, formada pelas obras de arte dos bancos integrados ao grupo, reúne um significativo capital da cultura brasileira. A partir da análise deste conjunto, identificou-se um expressivo núcleo de arte moderna brasileira, além de diferentes manifestações culturais, incluindo arte popular e de cartografia dos séculos XVII ao XIX.

Após anos de rigoroso trabalho de catalogação, conservação, restauro e pesquisa, esta é a primeira exposição itinerante com obras da Coleção Santander Brasil. Entre as 34 obras de 26 artistas que fazem parte da exposição, destacam-se as de expoentes do Modernismo brasileiro, como Candido Portinari, Emiliano Di Cavalcanti, Alfredo Volpi, Tomie Ohtake, Cícero Dias e Gilvan Samico e também alguns trabalhos recentes, de artistas como Tuca Reinés, Fernanda Rappa e Renata de Bonis.

Poesia

O poeta, filósofo e ensaísta Antonio Cícero, em parceria com o também poeta Eucanaã Ferraz, é responsável pela seleção de 40 fragmentos de poemas de 24 grandes poetas brasileiros, como Carlos Drummond de Andrade, Vinicius de Moraes, Ferreira Gullar, Alice Ruiz, João Cabral de Melo Neto entre outros. Com destaque para o poeta paraibano Archidy Picado, com o poema No Labirinto, que entra especificamente para a edição em João Pessoa.

João Pessoa é a oitava cidade a receber a mostra. O projeto iniciou o ciclo em 2013 pela capital gaúcha. Depois de Porto Alegre, passou por Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Recife, Fortaleza e Salvador com registro de mais de 245 mil visitantes em todas as capitais.

Galeria de Arte Archidy Picado

Homenageando o professor, poeta, escritor e artista plástico paraibano Archidy Picado, a Galeria de Arte da Fundação Espaço Cultural da Paraíba foi inaugurada em 22 de março de 1985, dias depois de sua morte. O local é um espaço especialmente construído para abrigar exposições individuais e coletivas em todas as categorias das artes visuais, entre escultura, pintura, gravura, fotografia, desenho e instalação, e também para a realização de oficinas. A galeria já recebeu artistas renomados, a exemplo de Maria Bonomi e Anico Herskovicz, dentre tantos nacionais e internacionais. Entre os paraibanos que já tiveram trabalhos expostos no espaço estão José Rufino, Rodolfo Athayde, Chico Pereira, Alice Vinagre, Raúl Córdula e Simeão Leal.

A exposição funciona de segunda a domingo, das 8h às 18h, no Espaço Cultural José Lins do Rego, na Avenida Abdias Gomes de Almeida, 800, em Tambauzinho, Zona Leste de João Pessoa. A entrada é franca.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas