Folha de pessoal vai ter arrocho em Cabedelo, diz prefeito empossado

42
0
COMPARTILHE

O prefeito de Cabedelo, Leto Viana (PRP), foi empossado na tarde deste domingo (1º) para o segundo mandato prometendo arrochar as finanças do município para manter o equilíbrio fiscal do município. Um dos itens que devem ficar na mira do gestor é a folha de pessoal para que não estoure e ultrapasse a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Leia mais notícias de Política do Portal Correio

“O que for preciso ser feito em benefício da coletividade vai ser feito e a primeira medida é ter controla com a folha de pessoal. O Brasil passa por várias dificuldades e nós vamos ter que ter controle, o que vai exigir mais do gestor. Mas, confiamos que com mais controle das despesas, com parceria público-privado, vamos conseguir fazer um bom mandato”, ressaltou Leto.

O prefeito estava na cerimônia de posse com a esposa Jaqueline Monteiro, que foi eleita a vereadora mais bem votada nas eleições passadas. Ela disse que a soma de esforços entre o seu trabalho e o de Leto irá contribuir para melhorias na cidade.

“A gente vai somar esforços para fazer o melhor para Cabedelo. Uma de minhas bandeiras é a defesa das mulheres, o nosso artesanato e a inclusão social. Trabalhei muito forte isso e nós já colhemos bons frutos. Temos aí o projeto Ondinas que a gente apresentou e hoje é modelo em todo estado”, falou.

Oposição focada

Leto e Jaqueline devem enfrentar uma oposição tímida, porém focada durante este mandato. Um dos nomes mais fortes na ala oposicionista, a vereadora eleita para o 1º mandato, Fabiana Regis, promete fazer essa oposição de forma equilibrada. “A gente vai ser uma oposição que vai apoiar o que for bom para a cidade. Vai ser uma oposição inteligente que vai apoiar todos os projetos que o prefeito fizer em prol da cidade e que vai saber fazer as críticas quando algo estiver errado”, disse.

Como bandeira de trabalho, Fabiana disse que a ação social, a saúde e a educação devem ser prioridades. “A gente tem que olhar pelo nosso povo que é sofrido e carente. A gente tem que abrir a ação social, fazer que a saúde volte a funcionar, que nossas escolas voltem a ser de primeira, isso é o início”, ressaltou.

Leia mais
notícias em portalcorreio.com.br,
siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas