Funesc apresenta o espetáculo “A Terra do Antes” para bebês, em JP

26
0
COMPARTILHE

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) apresenta, pela primeira vez, o espetáculo “A Terra do Antes – teatro para bebês”, feito especialmente para bebês na faixa etária de 0 a 3 anos e seus pais. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada) se comprados antecipadamente. Na hora da apresentação, os preços são R$ 15 e R$ 30. Com um enredo que retrata de forma poética e sensível os momentos iniciais do nascimento, a peça estará em cartaz nos dois primeiros finais de semana de setembro, com apresentações aos sábados e domingos, dias 3, 4, 10 e 11, sempre a partir das 16h, na sala 2 do mezanino 2 (acesso pela rampa 1).

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

O enredo do espetáculo retrata de forma poética e sensível os momentos iniciais do nascimento dos bebês. Desde a gestação, expectativas quanto ao nascimento, o contato da mãe no primeiro banho, a primeira amamentação, os primeiros passos até chegar no contato com o outro (animais, floresta, amigos). Trata-se de um espetáculo envolvente e divertido que tem apresentado uma identificação imediata tanto dos bebês, quanto da família, em especial as mães.

Com objetivo de também estimular a sensibilidade e a criatividade das crianças o espetáculo tem apresentado excelentes resultados, despertando interesse nos pequenos e emocionando os adultos.

Encenado por Flávio Lira e Nyka Barros, da Cia de Teatro Nós 2, o espetáculo “A terra do antes” trata-se de um experimento cênico direcionado aos bebês e consequentemente aos pais. Apresenta de forma lúdica e sensorial, uma das fases pela qual todo ser humano passa. Antes de vir ao mundo, antes de nascer, de ver a luz, de andar, comer e trabalhar.

A descoberta do mundo, dos animais, dos seres e dos sons envolve este espetáculo de 30 minutos, com imagens e sonoridades que buscam despertar no outro o apreço pela simplicidade que a arte é capaz de provocar. A poética da cena se dá no jogo, na dança, na musicalidade e na teatralização do texto “Sandra, na terra do antes” de Fausto Wolf, que discute maneiras sublimes da construção imagética de uma menina que depois do nascimento se vê imersa num jardim mágico, onde animais e plantas discutem a existência humana.

O processo de construção cênica ou dramatúrgica envolve uma interlocução com as mais variadas expressões artísticas: O teatro, a música e as artes visuais. Num processo performático onde as cenas são criadas a partir de experimentação corporal e discussão sobre o universo desta primeira infância, tão importante para a constituição do indivíduo.

A terra do antes é um fabuloso conto, onde a sensibilidade e a brincadeira se unem para transformar o ato de viver num delicioso jogo onde o amor e a amizade transformam a vida num lugar bonito onde é possível ser de fato, uma pessoa feliz.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas