Garoto apontado como sucessor de Phelps vem com tudo para as Olimpíadas

5
0
COMPARTILHE

Falou em natação nas Olimpíadas, falou nos Estados Unidos. Com a impressionante soma de 520 medalhas – 230 de ouro – conquistadas em Jogos Olímpicos, os norte-americanos são os adversários a ser batidos em praticamente todas as provas da modalidade aquática. Não à toa, a seletiva do país para definir os seus representantes na Rio 2016 está pegando fogo em Omaha e revelando talentos promissores. Em especial, Chase Kalisz, de 22 anos.

Leia mais notícias de Esportes no Portal Correio

Kalisz foi responsável por barrar e vencer ninguém menos do que o campeão olímpico dos 400m medley, Ryan Lotche. Kalisz conseguiu 4min09s54, segundo melhor tempo do ano, atrás apenas dos 4min08s85 do japonês Kosuke Hagino. Lotche cravou 4min12s02 e terminou em terceiro, atrás também de Jay Litherland, de 20 anos.

“Fui lá e dei meu melhor”, disse Lotche, onze vezes medalhista olímpico. “Não foi suficiente”. A estrela da natação norte-americana, no entanto, ainda compete em outras distâncias.

Por essas e outras, Chase Kalisz, que havia sido sexto nas seletivas para Londres 2012, vem sendo apontado como o futuro da natação dos Estados Unidos. O garoto ainda tem as medalhas de prata no Mundial 2013 e bronze tanto no Pan-Pacífico 2014 quanto no Mundial 2015.

Até mesmo a lenda Michael Phelps aposta suas fichas em Kalisz como seu sucessor. “Ele é como um irmão para mim. Sabe crescer no momento certo”, elogiou. Kalisz disse que ficou emocionado quando Phelps lhe disse estar orgulhoso. “É como um irmão mais velho, alguém que tive como modelo a vida inteira. Para mim, treinar com ele e conhecê-lo pessoalmente já era o máximo. E agora fui além disso”.

Com os garotos na prova dos 400m medley da Rio 2016, o técnico Bob Bowman disse que “a tradição americana está em boas mãos”. “Tenho 100% de certeza que Kalisz será ainda mais rápido. Vejo pelos treinamentos. Nesta noite ele passou por uma situação incrível de pressão e por isso pode ter nadado menos do que pode”.

No topo do quadro de medalhas pela quinta edição consecutiva, o desempenho dos Estados Unidos nos Jogos Olímpicos em muito se deve à performance dos nadadores. Das 103 medalhas conquistadas em Londres 2012, 31 vieram das piscinas. E mais da metade destas são fruto do talento dessas quatro feras: Phelps somou seis; Lochte cinco; Missy Franklin mais cinco e Katie Ledecky uma na edição londrina.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas