Governadores do NE pedem a Temer para deixar de pagar dívidas por um ano

4
0
COMPARTILHE

Governadores dos nove estados do Nordeste, reunidos em Maceió (AL), decidiram encaminhar ao presidente interino Michel Temer e à sua equipe econômica um pedido conjunto de moratória para o pagamento de suas dívidas com a União. Na prática, se essa medida for aceita, as unidades federativas deixariam de pagar juros das dívidas por um período de um ano. A mesma proposta que é defendida por governadores das regiões Sul e Sudeste.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), e do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), defenderam, na reunião, o mandato da presidente afastada, Dilma Rousseff (PT). Eles disseram aos jornalistas que temem um retrocesso no processo democrático com a posse do presidente interino, Michel Temer (PMDB).

Flávio Dino foi um dos principais articuladores para barrar o prosseguimento do impeachment de Dilma. Ao lado do então advogado geral da União, José Eduardo Cardoso, articulou para que o deputado Waldir Maranhão (PP-MA) tentasse anular a sessão da Câmara Federal que autorizou o Senado a instaurar o processo de afastamento da presidente.

Em Maceió, o governador da Paraíba repudiou o afastamento de Dilma. Segundo ele, a causa constitucional não ficou clara. “Estamos em um momento muito delicado. Houve uma interrupção de processo em curso que preocupa a todos nós. É algo que jamais imaginaria”, frisou.

Para Ricardo Coutinho, até agora não foi explicitado qual o crime de responsabilidade que a presidente cometeu. “Isso para mim é muito grave. O Brasil mais do que nunca precisa voltar a convergir numa mesma direção, dentro de um projeto democrático”, destacou.

Em entrevista aos jornalistas, Ricardo lembrou as conquistas que o Nordeste obteve nos últimos anos, sobretudo, com a realização de obras estruturantes, a exemplo do Canal do Sertão, em Alagoas. “Não quero que o Nordeste seja visto como um problema. Quero que seja visto como uma solução”, concluiu.

O anfitrião do encontro, governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB), propôs um diálogo com o governo Temer. Os governadores trataram ainda da uniformização das pautas tributárias entre as divisas dos estados, o que, segundo os secretários de Fazenda, inicia um processo que tem como propósito diminuir o cenário desenfreado de guerra fiscal na região.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas