Grupo fecha BR-230 e reivindica melhorias no acesso ao campus do IFPB em Cabedelo

10
COMPARTILHE

Um ato público interditou, na manhã desta terça-feira (2), os dois sentidos de um trecho da BR-230 no município de Cabedelo. Um grupo de pessoas ocupou o quilômetro quatro da rodovia, em Camboinha, em protesto contra a falta de acessibilidade ao campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), instalado há cinco anos no bairro. A manifestação começou por volta das 7h30 e se estendeu até as 10h.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O protesto foi organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores da Educação Básica, Profissional e Tecnológica da Paraíba (Sintef-PB), em parceria com a dos Deficientes e Familiares (Asdef). Também participaram da manifestação estudantes e servidores do IFPB.

De acordo com informações repassadas pelo professor e membro do Sintef-PB, Rogério Bezerra, ao Portal Correio,  cerca de 400 pessoas estiveram presentes na manifestação. Eles queimaram pneus e bloquearam completamente o trecho da rodovia. O tráfego de veículos precisou ser desviado.

O grupo reivindica a pavimentação das ruas que dão acesso ao campus do IFPB em Cabedelo. 

“O campus foi criado há cinco anos e a prefeitura ainda não tomou as medidas necessárias que permitam a acessibilidade ao local, tanto para deficientes físicos, quanto para as outras pessoas. Pedimos que todas as áreas que dão acesso ao IFPB sejam pavimentadas porque a atual situação tem prejudicado a instituição. Verificamos que muitos alunos deixam de vir às aulas por causa da dificuldade no acesso ao campus, principalmente no turno da noite”, disse Rogério Bezerra.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas