Guerrero completa um ano no Flamengo com mais cartões do que gols

8
0
COMPARTILHE

Maio de 2015. O Flamengo abriu os cofres e anunciou uma contratação bombástica: Paolo Guerrero. Na época, o atacante peruano vivia excelente fase no Corinthians e era cobiçado por diversas equipes do planeta. No entanto, um ano depois, Guerrero já não goza do mesmo prestígio que lhe rendeu luvas de R$ 16 milhões e um salário astronômico. Os números de Guerrero nesses 365 dias de Fla indicam que sua ausência nas próximas rodadas, quando o atacante servirá a seleção do Peru na Copa América, não será muito sentida pelo Rubro-Negro.

Leia mais notícias de Esportes no Portal Correio

No último domingo, contra o Grêmio, Guerrero disputou seu jogo oficial de número 39. Sem contar amistosos, são 17 vitórias, 13 derrotas e nove empates. Um aproveitamento de 51% dos pontos com ele em campo. O peruano fez 13 gols (média de 0,33 gol por jogo) e deu apenas quatro assistências que resultaram em gol. Foram 16 cartões amarelos e um vermelho para Paolo Guerrero nesses 39 jogos.

Já nos clássicos contra Vasco, Botafogo, e Fluminense, o time rubro-negro venceu apenas uma vez com Guerrero em campo. Foram dez jogos, uma vitória, cinco empates e quatro derrotas. Contra seu ex-clube, Guerrero também não teve o que comemorar. Na única vez em que encontrou o Corinthians, no ano passado, o Flamengo perdeu por 1 a 0 e o peruano foi hostilizado pela torcida alvinegra em Itaquera.

No episódio mais recente, alegou dores musculares e ficou de fora da derrota por 2 a 1 para o Fortaleza, que fez o time ser eliminado precocemente da Copa do Brasil. Vexame histórico.

“O que sei é que estou me esforçando para dar certo. Vou tentar fazer gols quando tiver oportunidade. Enquanto isso, vou ajudar os companheiros. Estou me sentindo feliz, este ano muitas coisas melhoraram aqui no Flamengo”, disse recentemente.

A janela de transferências internacionais abre em julho. Com um salário de R$ 900 mil mensais e contrato até 2018, Guerrero deverá ser negociado se pintar alguma proposta oficial na mesa dos dirigentes rubro-negros. A multa rescisória é de cerca de R$ 76 milhões, mas no meio do ano cai para R$ 25 milhões.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas