Homem é morto a tiros em JP e polícia acha bilhete: ‘tarado de criança’

342
COMPARTILHE

Um homem foi assassinado a tiros na manhã desta segunda-feira (9) dentro de uma casa na comunidade Jardim Mangueira, no bairro de Mandacaru, Zona Norte de João Pessoa. Ao lado do corpo da vítima, a polícia encontrou um bilhete deixado pelos assassinos, no qual era afirmado que o homem seria um ‘tarado de crianças’.


Leia também: Homem é morto em JP e polícia acha bilhete ao lado do corpo: ‘estuprador’

Conforme a assessoria de comunicação da Polícia Militar, o crime teria sido cometido por volta das 9h15 por pelo menos dois homens armados, que invadiram a casa da vítima e a assassinaram com cerca de seis tiros.


Leia mais Notícias no Portal Correio

Ao Portal Correio, a delegada que atendeu a ocorrência, Maria da Dores, da Delegacia de Homicídios da Capital, confirmou que os bandidos deixaram o bilhete, onde havia escrito “Tarado de criança tem vei não, O certo é o certo e o errado é cobrado. Passo mal” (sic).

“Iniciamos o trabalho de investigação do crime e iremos repassar o caso para um dos delegados da área. Quanto ao bilhete, ele foi encontrado perto do corpo e levou a suspeita de que a vítima seria um abusador de crianças, mas até o momento não temos nada que confirme essa suposta acusação”, contou a delegada.

Bilhete deixado pelos bandidos

Foto: Bilhete deixado pelos bandidos
Créditos: Imagem compartilhada pelo WhatsApp

 

Segundo caso em uma semana

Esse é o segundo caso dentro de uma semana onde um homem é assassinado e bandidos deixam ao lado do corpo um bilhete informando que a vítima era abusadora de crianças.

O primeiro crime desse tipo ocorreu no dia 2 deste mês, quando o corpo de um homem de 30 anos foi encontrado no bairro de Gramame, Zona Sul de João Pessoa. Ao lado do corpo da vítima a polícia encontrou uma faca, a moto e um bilhete que continha as palavras ‘tarado’ e ‘estuprador’.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas