Homem é preso suspeito de fraudes e ameaças; ele seria ex-vice-presidente do PT-JP

92
0
COMPARTILHE

Antônio Júnior Ferreira Coelho (Júnior Moradia), de 39 anos, e a esposa dele, Ana Cláudia dos Santos Silva, de 32 anos, foram presos nesta quinta-feira (29), em casa, no bairro de Jaguaribe, suspeitos de atuarem na negociação fraudulenta de imóveis de programas sociais e de liderar associação criminosa com atuação na Capital. O suspeito nega os crimes. A Polícia Civil diz que ele teria afirmado na delegacia que é vice-presidente do PT em João Pessoa, mas o partido o considera apenas um militante e ex-integrante da presidência. Veja vídeo abaixo

Leia mais Notícias no Portal Correio

O delegado de Defraudações de João Pessoa, Lucas Sá, disse que os dois presos são suspeitos de liderar uma associação criminosa especializada na negociação de imóveis de programas sociais, como o programa ‘Minha Casa Minha Vida’, em atuação há pelo menos quatro anos e com dezenas de vítimas em toda a Grande João Pessoa.

“Os suspeitos apresentavam-se como funcionários da Prefeitura de João Pessoa, informando que tinham acesso privilegiado ao financiamento de imóveis de programas sociais e conseguiam convencer as vítimas a dar sequência às negociações. No entanto, os suspeitos apenas recebiam os valores e desapareciam, passando a não mais atender às dezenas de vítimas e muito menos a cumprir as negociações firmadas”, disse o delegado.

Segundo Sá, os suspeitos costumavam portar armas de fogo para proteção pessoal e para intimidação de vítimas e testemunhas das negociações fraudulentas, fazendo com que muitas negociações não fossem comunicadas à Polícia Civil.

O delegado explicou ainda que investiga o casal desde que um empresário foi preso em julho deste ano, suspeito de integrar o mesmo esquema criminoso, quando se preparava para fugir para os Estados Unidos. Esse suspeito continua preso desde aquele mês. Depois que ele foi submetido à audiência de custódia, nessa quarta (28), o suspeito Antônio Júnior teria feito ameaças para mais vítimas. A Polícia Civil foi comunicada e fez a prisão dele e da esposa.

A polícia apreendeu na casa em Jaguaribe um revólver calibre 38, com seis munições intactas, cinco munições na bolsa da esposa dele e um veículo registrado em nome de uma pessoa já falecida.

De acordo com o delegado, o casal será autuado em flagrante pelos crimes de ameaça, porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa. “As investigações serão direcionadas para a identificação de outros membros da associação criminosa e de outras vítimas dos suspeitos, para que o prejuízo causado seja devidamente reparado”, afirmou o delegado.

Luca Sá finalizou dizendo que qualquer denúncia que tenha relação com os suspeitos pode ser encaminhada à polícia, por meio do 197, com sigilo garantido.

Antônio disse à TV Correio que não cometeu os crimes apontados pela polícia, mas confirmou que estava armado porque “precisa de segurança”.

Em nota, o PT de João Pessoa disse que Antônio e a esposa são filiados ao PT, mas que desde 2013 ele não participa da vida partidária, nem da instância executiva do PT. Segundo a nota, ele já foi afastado da direção. “Conforme prevê os nossos estatutos e regulamentos, ele já estava excluído da direção local do PT por ter ficado mais de dois anos fora de nossos quadros dirigentes”, afirma a nota.

O PT municipal esclareceu ainda que a prisão dos dois não tem relação com a legenda e diz respeito apenas à “vida privada e profissional”.

A nota do partido termina dizendo que Antônio e a esposa serão expulsos definitivamente do PT de João Pessoa nos próximos dias.

Veja reportagem da TV Correio:


 

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas