Homens tentam vingar morte de traficante e promovem tiroteio em cidade da Para?ba

0
COMPARTILHE

O policiamento na cidade de Cajazeiras, no Sertão do estado a 468 km de João Pessoa, foi reforçado na noite dessa quinta-feira (12) depois que traficantes promoveram tiroteios em bairros da localidade. O motivo foi a retaliação por causa da morte o ex-presidiário Marcos Pereira da Silva, conhecido com ‘Marcos Aleijado’, morto na terça (10). Dois homens suspeitos pela morte do homem foram presos com um grande carregamento de drogas. A Polícia Militar negou a existência do toque de recolher.

Leia mais Notícias do Portal Correio

Segundo coronel Cunha Rolim, comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar em Cajazeiras, traficantes ligados ao ex-presidiário morto invadiram uma residência para matar dois jovens que teriam assassinado o ‘Marcos Aleijadinho’, apontado pelas autoridades policiais locais o responsável pelo tráfico de drogas nas cidades de Sousa, Catolé do Rocha e Cajazeiras.

“Homens em uma caminhonete D-20 foram até uma casa no bairro Mutirão para executar os possíveis autores da morte do Marcos e houve um confronto. Um dos suspeitos ficou ferido, que seria ligado ao traficante morto e foi socorrido pelos comparsas na caminhonete. Além de muito sangue, no imóvel os policiais militares encontraram vários objetos fruto de roubos e trocados por drogas”, falou.

Um corpo de um homem – que pode ser do rapaz baleado – foi encontrado na manhã desta sexta-feira (13), na cidade de Sousa, a 43 km de onde ocorreu o tiroteio. “Não sabemos ainda se é do homem baleado em Cajazeiras. Mas, pode ter sido o rapaz ferido. O corpo tem uma perfuração na cabeça provocada por um tiro”, comentou o coronel.

Ainda de acordo com o oficial, o policiamento na cidade foi reforçado para evitar possíveis confrontos de gangues rivais. “Quatro pontos de Cajazeiras estão com policiais para ações preventivas. O policiamento foi reforçado com blitz em várias localidades. Vamos reprimir o tráfico de drogas na cidade, que já vem sofrendo com grandes apreensões de entorpecentes que estamos fazendo”, adiantou Cunha Rolim.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas