Índice de infestação por Aedes aegypti cai 31% em casas de CG

6
0
COMPARTILHE

O índice de infestação do Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya caiu 31% em Campina Grande. De acordo com levantamento feito entre os dias 11 e 15 de julho, foram encontrados focos do mosquito em 4,3% dos imóveis vistoriados. No levantamento anterior, realizado no mês de abril, o índice estava em 6,3%.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo o levantamento, os bairros que apresentaram maiores índices de infestação do Aedes foram Malvinas II (7,2%), Alto Branco (6,3%), Castelo Branco (6,3%), Jardim Tavares (6,3%), Bodocongó (6,2%), José Pinheiro (6,2%), Lauritzen (6,3%), Mirante (6,2%), Monte Castelo (6,2%), Nações (6,3%), Nova Brasília (6,3%), Novo Bodocongó (6,2%) e Santo Antônio (6,2%).

Com a redução do índice de infestação do mosquito, o risco de transmissão das doenças provocadas pelo Aedes na cidade também é reduzido de alto para médio. Mesmo com a queda nos números, a Secretaria Municipal de Saúde manterá a intensificação das ações, inclusive com uso do carro fumacê nos bairros com maior incidência de focos do mosquito e também naqueles que apresentaram mais casos de pacientes com sintomas de dengue, zika e chikungunya.

Para a gerente de vigilância ambiental da Secretaria Municipal de Saúde, Rossandra Oliveira, a redução do índice de infestação reflete a eficácia das ações que estão sendo desenvolvidas de forma integrada no combate ao mosquito. Ela destacou ainda, a ação direta dos Agentes de Combate às Endemias nos imóveis abandonados e terrenos baldios que estavam sem acesso. Segundo Rossandra, mais de 1.300 imóveis foram vistoriados por força de liminar. A população também pode denunciar locais onde há focos do mosquito, pelo WhatsApp 9 9991-0553.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas