Iphaep realiza debate sobre a Pedra de Ingá neste sábado

COMPARTILHE

A Pedra de Ingá, cujas inscrições rupestres estão gravadas nas rochas localizadas às margens do Riacho Bacamarte, no Agreste paraibano, é um dos cinco maiores sítios arqueológicos do país. A partir das 10h deste sábado (28), na Livraria do Luiz, no Centro de João Pessoa, será realizado o debate Arqueologia e Artes Visuais: uma nova leitura da Pedra do Ingá. O evento é promovido pelo Governo do Estado, por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep), e será aberto ao público.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O palestrante será o arqueólogo pernambucano Ted Henrique da Silva, tendo como debatedores os historiadores Edvaldo Lira, Thomas Bruno e Vanderley de Brito. Segundo revela Cassandra Figueiredo, gestora do patrimônio estadual, o evento é uma iniciativa do Núcleo de Antropologia Visual do Iphaep. “A gente pretende abordar um tema que, há centenas de anos, vêm inquietando os pesquisadores e a população: em especial, os moradores daquela região”.

Na ocasião, serão discutidos enigmas como: O que significam as misteriosas inscrições gravadas em Ingá? Seus autores seriam os índios Cariri ou elas seriam obras dos deuses astronautas? Conforme o antropólogo Carlos Azevedo, um dos coordenadores do Núcleo do Iphaep, a ideia é trazer para o debate a particularidade que envolve a Pedra do Ingá. “As inscrições rupestres do Ingá revelam o cotidiano de povos coletores e caçadores que habitaram no passado aquela região”, diz. “E, apesar de todos os estudos e livros publicados, ainda hoje, elas não foram devidamente explicadas”, acrescentou.

O Núcleo de Antropologia Visual foi criado pelo Iphaep no início deste ano. A ideia é incentivar o estudo e a pesquisa. Bimestralmente, são realizados eventos e debates sobre temas da Paraíba, do Brasil e do mundo, numa perspectiva de estudos antropológicos e visuais baseados em trabalhos realizados por pesquisadores anglo-saxônicos.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas