Jota Jr. reage a boato sobre morte dele, diz que acionará Justiça e pede orações

417
COMPARTILHE

O apresentador Jota Júnior, da TV Correio, que recentemente teve que interromper, temporariamente, tratamento para transplante de pulmão em Fortaleza (CE) e retornar para João Pessoa para tratar do coração, disse ter sido pego de surpresa, na tarde deste domingo (12), com informações de grupos em redes sociais noticiando a morte dele. Indignado com a propagação da mentira, o jornalista divulgou um áudio no qual reconhece estar doente, pede orações e afirma que acionará a Justiça para identificar e punir quem teria lançado o boato.

Leia também: Jota Júnior grava vídeo para falar de tratamento de saúde e agradece apoio; assista

“Aqui é Jota Júnior, vivo e cheio de esperança pela graça de Deus. Eu fui surpreendido com informações de grupos dizendo que eu tinha morrido e outros ‘doutores da desgraça alheia’ falando que era verdade porque eu tinha sido internado essa semana. Eu acho que paciência tem limite, maldade tem limite, desrespeito tem limite. As pessoas têm que entender que as outras têm família. No meu caso, eu tenho filhas, esposa, netos, irmãos e amigos também. Antes de estarem aí fofocando e falando besteira, por que não perdem um minutinho pedindo a Deus por mim? Oração eu preciso. Realmente estou enfermo, é uma enfermidade grave. Agora, você pegar em um domingo, e não é a primeira vez, e plantar numa rede social que a pessoa morreu e o outro dizendo ‘que é porque estava internado’… Quem é você para saber se eu estou internado ou não? Onde foi que disse isso? Tudo na minha vida é às claras. Se um dia Deus me chamar todo mundo vai saber”, declarou Jota.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O apresentador disse que não é a primeira vez que um boato desse tipo é espalhado e que tomará as providências cabíveis quanto a isso.

“Vou cuidar da parte jurídica. Quem fez vai responder. É muito feio você estar espalhando mentiras em cima da desgraça alheia. Já chamei meus advogados e eles estarão vasculhando para saber quem foi que deu essa informação. Eu nunca fiz questão, sou uma pessoa pública. Já me ‘mataram’ umas 10 vezes e eu nunca liguei, mas dessa vez não. Tira você do sério, do equilíbrio, deixa filha chorando, esposa chorando, sabe? Tudo isso por fofoca, por maldade. Então peço que me respeitem. Os que não gostem de mim por algum fator, respeitem como ser humano, que estou passando por um momento delicado. Peço isso encarecidamente.”

Apesar da irritação com a falsa notícia, o jornalista segue otimista na luta contra a doença que o afastou dos trabalhos na TV Correio.

“Não chegou minha hora ainda não. Não teve internação nenhuma. Estou na minha casa, me recuperando e pedindo a Deus que me cure. Esta é a realidade de hoje. E quanto aos maus elementos que ficam apregoando a desgraça, eu peço a Deus que não façam isso não, porque vocês também têm filhos, têm família, e não é bom você estar numa situação como eu estou e ainda ficar tentando todo dia responder que está vivo. Isso é uma tristeza”, disse Jota, emocionado.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas