JP tem Encontro Nordestino de Produ??o Cultural Independente

0
COMPARTILHE

Acontece no próximo sábado (7), o Encontro Nordestino de Produção Cultural Independente que vai debater uma agenda de circulação de artistas e grupos do nordeste enquanto intercâmbio cultural. Após percorrer todas as capitais do nordeste, o encontro entra na articulação final e acontecerá na Fundação Espaço Cultural (Funesc) com o intuito de elencar propostas de políticas públicas para intercâmbio cultural de produções do nordeste a partir de 2016. Evento acontece por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult-PB) e a Funesc.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

Após os encontros preparatórios em todas as capitais do nordeste, os secretários de cultura dos estados nordestinos se reúnem, aqui na Paraíba, para discutir maneiras efetivas de circulação de artistas e grupos culturais. O evento, que se configura como um importante espaço de diálogo entre os gestores de cultura com o movimento cultural, recebeu confirmação de nove secretários de cultura entre estados e municípios, seis fundações de cultura do nordeste e Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MINC), da Fundação Nacional das Artes (FUNARTE).

Durante a manhã, haverá uma reunião com gestores de cultura com pauta específica — Circuito Cultural Nordeste 2016 — Planejamento Estratégico. A tarde, a programação se volta ao movimento cultural organizado com a intenção de promover roda de diálogo e discutir, assim, as políticas públicas para o setor em prol da circulação de produções de todas as linguagens que compõe os setores culturais. Já a noite, entre as atrações culturais já confirmadas, se apresentam a Coutto Orchestra (SE) e a banda Criolina (MA).

Pretende-se, no período de maio a outubro de 2016, desenvolver o projeto de intercâmbio cultural com nove apresentações em todos os estados da região nordeste. A metodologia em organização perpassa por reuniões articuladas entre as Secretarias de Cultura do Nordeste como proposta de Intercâmbio Cultural. O objetivo é atender a diversidade cultural da cada região e formar um calendário de eventos enumerando 81 atrações que vão circular os nove estados do nordeste.

Milton Dornellas, gerente executivo de promoção cultural, destacou o papel dessa rede em criar subsídios de circulação que fortaleça a política cultural. “Precisamos articular o Nordeste em torno de um projeto sustentável que abrigará a agenda circulação de grupos culturais para 2016. Até outubro, vamos articular ações estaduais entre secretários de cultura, que por sua vez mobilizarão seus artistas locais”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas