Justi?a decreta ilegalidade da greve dos servidores da Sa?de em Campina Grande

28
COMPARTILHE

O Tribunal de Justiça da Paraíba decretou nessa terça-feira (9) a ilegalidade da greve dos servidores da Saúde em Campina Grande. A decisão foi tomada pelo juiz Marcos William de Oliveira, após análise Ação Declaratória de Greve com pedido de tutela antecipada proposta pela Procuradoria Geral do município.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O movimento grevista havia sido iniciado na última quarta-feira, mas sem nenhum tipo de notificação formal do poder público municipal.

“Nessa senda, reconheço a verossimilhança das alegações iniciais, porquanto o movimento grevista paralisou os serviços de saúde do município promovente, ou seja, atividade indispensável ao atendimento das necessidades inadiáveis da população local, sem, contudo, ao que parece, ter informado à Edilidade quais medidas seriam adotadas pela categoria para assegurar a continuidade tais serviços”, relatou o magistrado ao proferir a decisão.

A categoria entrou em greve em protesto ao “não cumprimento do Plano de Cargo e Carreira, falta de materiais de limpeza e de proteção individual, de medicamentos e problemas na conservação de vacinas”.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas