Justiça autoriza DNA para saber se filho de criança de 11 anos é do padrasto

COMPARTILHE

O juiz Manoel Abrantes, da 3ª Vara de Mangabeira, solicitou ao Instituto de Polícia Científica (IPC) que seja feito o exame de DNA para saber se o homem suspeito de estuprar a enteada de 11 anos é pai da criança.

Leia também:

DNA que prova se menina de 11 anos foi estuprada deve ser feito em outubro

Suspeito de estuprar menina de 11 anos chora: ‘Estou arrependido e peço perdão’

A informação foi confirmada nessa quinta-feira (5) ao programa Cidade Alerta, da TV Correio, pelo juiz.

A dúvida sobre a paternidade da criança foi levantada pelo suspeito, que negou ser o responsável pelos estupros e por engravidar a criança.

O caso ganhou repercussão quando a criança deu à luz a seu primeiro filho, no dia 10 de setembro, em uma maternidade de João Pessoa. O padrasto estava sendo procurado, suspeito de ter estuprado a criança desde quando ela tinha dez anos, foi preso em Pernambuco e transferido para João Pessoa.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas