Justiça nega habeas corpus a campeão mundial suspeito de tráfico, em JP

11
0
COMPARTILHE

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba negou pedido de habeas corpus que favorecia o ex-jogador e campeão mundial de handebol de praia Caio Gabínio, suspeito de tráfico de drogas. A decisão foi tomada na manhã desta terça feira (27). Na quinta (22), a Justiça tinha negado habeas corpus ao DJ Pedro Uchoa, preso na mesma operação que investiga Caio.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Eles foram detidos no dia 7 de julho portando cocaína, ecstasy e outras substâncias entorpecentes. Há indícios que a dupla vendia essas substâncias a adolescentes da Capital. Os suspeitos foram liberados no dia seguinte, após a realização de audiência de custódia. Porém, no dia 22 de agosto, o juiz da Vara de Entorpecentes decretou a prisão preventiva dos dois, que permanecem detidos.

De acordo com a defesa de Caio Gabínio, não há motivos para a revogação da liberdade provisória já que não existem novas provas nos autos que justificasse a decisão. Além disso, o acusado possui bons antecedentes, é réu primário, possui residência e empregos fixos.

O desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos negou o pedido por considerar que há provas suficientes para manter a decisão do juiz. Além disso, “as possíveis condições pessoais favoráveis do paciente não conferem, por si só, direito a este de responder o processo em liberdade”, completou o desembargador.

*Matéria atualizada para correção em datas.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas