Justiça nega habeas corpus a DJ suspeito de tráfico de drogas, em João Pessoa

106
0
COMPARTILHE

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) negou, na quinta-feira (22), por unanimidade, habeas corpus com pedido de liminar para Pedro Ianai Pordeus Uchoa, DJ, preso junto com o Caio Gabino, ex-jogador de handebol de praia, campeão mundial com a seleção brasileira da modalidade, suspeitos de tráfico de drogas e associação para o tráfico.


Leia também: Personal trainer e campeão mundial de handebol são presos suspeitos de tráfico

Os suspeitos foram presos no dia 7 de julho pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes de João Pessoa, após denuncias de que os dois estavam traficando drogas para revenda em festas noturnas organizadas em diversas capitais de Estados da Região Nordeste.


Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo o TJPB, a defesa de Pedro Uchoa alegou que a prisão não preenche os motivos que autorizam a segregação cautelar.

“Não prospera a assertiva de suposta ausência dos requisitos para a decretação e manutenção da prisão preventiva ou falta de fundamentação da decisão por estar respaldada em dados concretos”, disse o relator do processo, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos.

O Portal Correio tentou contato com o advogado de defesa de Pedro Uchoa para saber um posicionamento dele sobre a decisão do TJPB, mas as ligações não foram atendidas até o fechamento desta matéria.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas