Kassab defende equilíbrio entre poderes

5
0
COMPARTILHE

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, defendeu nestta quinta-feira (1º) uma solução de equilíbrio para a crise que se abriu entre o Poder Judiciário, o Ministério Público e o Poder Legislativo após a aprovação, na Câmara dos Deputados, na madrugada de segunda-feira (30), de um pacote de medidas de combate à corrupção com diversas alterações. A mais polêmica foi a que prevê a punição de juízes e procuradores por abuso de autoridade.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

“Acredito que o ponto de equilíbrio é fundamental para que não haja excesso de nenhum lado. Não pode nem haver o cerceamento das ações do Judiciário nem o cerceamento das atividades do Legislativo. A democracia pressupõe uma boa relação entre os poderes”, afirmou.

Presidente licenciado do PSD, Kassab disse que seu partido liberou o voto dos parlamentares e cada um votou “de acordo com suas convicções e com sua consciência”. “Pela importância do projeto [Projeto de Lei 4.850/16], é um debate que ainda vai perdurar por muito tempo no Congresso. Vai ao Senado, depois voltará à Câmara, num processo que talvez dure meses. Com o amadurecimento da discussão, tenho certeza absoluta de que chegaremos a um ponto de equilíbrio”, acrescentou.

O ministro deu as declarações após participar do lançamento da 1ª Campanha Hidrográfica do Navio de Pesquisa Hidroceanográfico Vital de Oliveira, da Marinha do Brasil, em Niterói. Com 35 pesquisadores a bordo, a embarcação partirá no domingo (4) para uma expedição científica de 20 dias em alto-mar com o objetivo de investigar a interação entre o oceano e a atmosfera. Os projetos de pesquisa buscam reforçar o papel estratégico do Brasil, pela extensão de seu mar territorial, na compreensão da importância dos oceanos na regulação do clima no planeta.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas