Lira ignora conselho de Manoel Júnior e continua apoiando Ricardo Coutinho

10
0
COMPARTILHE

O senador Raimundo Lira (PMDB) parece não estar muito disposto a seguir o conselho dado pelo seu correligionário Manoel Júnior, vice-prefeito de João Pessoa. Na última sexta, Manoel disse que se tivesse que dar um conselho a Lira, diria para ele se afastar do governador Ricardo Coutinho (PSB). O parlamentar ouviu a dica, mas avisou que continuará apoiando o socialista. A afirmação foi dada nesta segunda-feira (30) no programa Correio Debate, da rádio 98FM/Correio Sat, segundo o Correio Online.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

“A minha parceria política hoje na Paraíba e de todos os companheiros do PMDB que estão juntos comigo é manter a parceria política com o governador Ricardo Coutinho e fazer um esforço para colaborar com sua participação, através do nosso trabalho. Fazendo isto estaremos ajudando o povo da Paraíba”, disse.

Lira falou ainda que recebeu o conselho de Manoel Júnior com naturalidade e que, inclusive, enviou-lhe uma mensagem, relatando que apoiou o companheiro de partido em várias outras situações, como quando seu nome foi ventilado para assumir o Ministério da Saúde e também quando decidiu ser o candidato do PMDB a prefeito de João Pessoa (posteriormente ele abriu mão da disputa e aliou-se com Luciano Cartaxo, desta vez no cargo de vice-prefeito).

Sobre 2018, Lira deixou claro que sua intenção é disputar a reeleição do Senado federal, mas não descartou uma possível candidatura a governador da Paraíba. Porém, ele afirmou que para isto, precisa que haja uma definição de Ricardo Coutinho.

“Eu passei três semanas em João Pessoa. Foram três semanas de trabalho. Tive o prazer de me reunir, conversar e visitar correligionários, deputados de outros partidos e prefeitos de vários partidos, sempre dizendo a eles que minha preferência é pela reeleição, mas recebi muitas manifestações de lideranças no sentido de que deveria me candidatar ao governo. A candidatura do governo não depende do postulante, depende das ações políticas e, sobretudo, lá em 2018 é importante a manifestação do povo da Paraíba, através das pesquisas eleitorais. Eu não posso fazer esta previsão porque o governador em nenhum momento afirmou que iria sair do governo e que seria candidato a senador. Ele tem esta opção e com certeza seria eleito. A outra alternativa é ficar até o fim do mandato. Só podemos falar em participar ou ser apoiado por Ricardo Coutinho no momento que ele vai tomar esta decisão”, explicou.

Reunião pode definir liderança do PMDB no Senado

O senador também falou sobre a não vinda à Paraíba com a comitiva presidencial para acompanhar as obras da transposição do Rio São Francisco. Segundo Lira, não haveria tempo suficiente para que ele estivesse novamente em Brasília às 16h, quando acontece uma reunião com a bancada do PMDB no senado, onde deve se decidir o nome do líder na casa. O paraibano poder ser um dos nomes.

“Não tem nada certo. Eu não oficializei minha candidatura, porque uma decisão que vai ser tomada na reunião, se realmente acontecer às 16h, como está previsto. Isto é um assunto que se resolve em uma reunião de bancada. Eu deixei que isto deixasse para ser resolvido na bancada, a reunião esta prevista, por isto fiquei, mas é possível que ela seja adiada para amanhã”, finalizou.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas