Mais de 20 bombas abastecem menos do que o comprado em postos de JP e CG

43
0
COMPARTILHE

Mais de 20 bombas de combustíveis já foram flagradas com irregularidades durante o abastecimento em postos de João Pessoa e Campina Grande. Os flagrantes são registrados durante esta semana em operações do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial da Paraíba (Imeq-PB). Os nomes dos postos que apresentam as fraudes só deverão ser divulgados pelo Imeq ao fim da operação.


Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo o superintendente do órgão, Arthur Galdino, a operação é realizada sem aviso aos postos e consiste no enchimento de medidores de vazão, com capacidade superior a 20 litros de combustível.

Ao serem cheios, os medidores são conferidos por agentes do Imeq-PB, que registram o desvio padrão da bomba. Caso o desvio seja de 100 mililitros (ml), para mais ou para menos do que os 20 litros solicitados, a bomba é lacrada e o proprietário do posto autuado.

“Os fiscais estão abastecendo os 20 litros e verificando o desvio padrão, que pode ser de até 100 ml para mais ou para menos. Se o desvio superar os 100 ml a bomba é lacrada e o proprietário do posto é notificado, respondendo processo e multa, que varia entre R$ 100 e R$ 1,5 milhão”, afirmou o superintendente.

A fiscalização do órgão termina nesta sexta-feira (27), quando novas bombas de combustível devem ser lacradas. “Pelo que estamos vendo poderemos lacrar outras bombas e aumentar o número de postos autuados, já que a operação termina nesta sexta, mas sem horário pré-definido”, concluiu o superintendente.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas