Megaoperação do Imec percorre a PB contra produtos e serviços irregulares

0
COMPARTILHE

Uma megaoperação realizada pelo Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial da Paraíba (Imeq-PB) combateu, entre os dias 8 e 10 deste mês, a venda de produtos irregulares em postos de combustíveis, supermercados, feiras livres, além de condições ilegais de tráfego de ônibus, vans e caminhões. As ações ocorreram nos municípios de Pirpirituba, Pilõezinhos, Araçagi, Cuitegi, Pilões, Solânea, Belém e Borborema.


Leia mais Notícias no Portal Correio

Nos postos de combustíveis, o Imeq-PB flagrou 18 bombas que estavam lesando o consumidor, que recebia menos combustível do que o que havia comprado, e 12 que apresentaram algum tipo de irregularidade.

“Em alguns testes, houve erro de 0,5% para cada 20 litros de combustível. Isso significa que, em alguns casos, o consumidor estava sendo lesado”, explicou o diretor-superintendente do Imeq, Arthur Galdino.

Flagrados promovendo irregularidades, os donos dos postos podem ser multados entre R$ 150 e R$ 1,5 milhão, variando de acordo com fatores como reincidência, gravidade da irregularidade encontrada.


Supermercados, feiras livres e veículos

Nos supermercados, fiscais do Imeq-PB realizaram testes para verificação se o peso do produto correspondia ao que apresentavam na embalagem. Balanças de precisão também foram verificadas para coibir possíveis irregularidades.

Durante as fiscalizações, os agentes encontraram produtos em que o peso apresentado na embalagem não correspondia ao peso real do produto.

“Os responsáveis pelos estabelecimentos terão de apresentar a nota fiscal do produtor. Caso contrário, terão de responder pelas irregularidades encontradas”, contou o diretor-superintendente.

Na BR-230, nas proximidades dos municípios de Sapé e Santa Terezinha, foram fiscalizados 980 veículos, entre caminhões, ônibus e vans. O objetivo foi a verificação do cronotacógrafo, aparelho responsável pelo controle da velocidade desses veículos.

Durante a fiscalização, 105 veículos foram autuados por estarem com o cronotacógrafo desligado ou com a inspeção vencida. Nestes casos, a multa gira em torno dos R$ 1 mil.


Como denunciar

Os consumidores podem denunciar casos suspeitos de irregularidades através da ouvidoria do Inmetro pelo telefone 0800-285-1818 ou pelo e-mail ouvidoria@inmetro.gov.br.

Na Paraíba, o canal de contato é o 3215-7423 ou o 0800-281-7411, além do e-mail ouvidoria.imeq@imeq.pb.gov.br.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas