MEL quer processar vereadora por propor boicote ? marca que traz gays em comercial

18
0
COMPARTILHE

O Movimento Espírito Lilás (MEL) da Paraíba deve entrar na Justiça com processo contra a vereadora Elisa Virgínia (PSDB). De acordo com o presidente do movimento, Renan Palmeira, a parlamentar tem usado a sua posição na Câmara Municipal de João Pessoa fazer um discurso de ódio contra os homossexuais.

Leia mais Notícias do Portal Correio

A polêmica teve início após a vereadora propor a comunidade evangélica da Capital um boicote ao O Boticário, devido à marca ter veiculado na televisão uma propaganda do Dia dos Namorados em que parecem casais homossexuais comemorando a data com troca de produtos da loja.

Para a parlamentar a proposta do boicote faz parte da liberdade de expressão permitida no Brasil. “Discurso de ódio e preconceito eu desconheço. Nós apenas defendemos a ideologia, nós defendemos a família no seu modelo original e que Deus constituiu o homem para mulher e a mulher para o homem e nós vivemos em um país democrático de direito, nós ainda temos liberdade de expressão, sem incitar a violência, sem incitar o ódio, mas dizendo aquilo que a gente acredita, o que a gente defende”, explicou.

O presidente do MEL discorda do argumento da vereadora. Segundo ele, Elisa Virgínia está promovendo a inferiorizarão das relações homoafetivas e da identidade de gênero. “O MEL está estudando uma perspectiva de apresentar esse processo contra a vereadora. A vereadora tem otimizado o espaço dela como parlamentar para propagar o discurso do ódio. Existe hoje uma campanha de um produto de estética que apresenta casais homoafetivos e a vereadora chama a sociedade para não comprar esse produto porque essa marca tem casais homoafetivos, ou seja, é um discurso extremamente preconceituoso. É um discurso excludente, é lamentável”, disse.

A vereadora afirmou que o boicote é um aviso as marcas, que segundo ela, tentam “implantar a luta contra a heteronormatividade”. “Isso é apenas um recado para as empresas quererem fazer imposição e quererem tirar a normalidade. O que O Boticario está querendo fazer é implantar a luta contra a heteronormatividade. Isso é apenas um recado. Não é um boicote a marca, é um boicote ao ativismo que eles estão fazendo”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas