Ministério Público da Paraíba e UFCG promovem evento contra corrupção

6
0
COMPARTILHE

Por meio do Núcleo de Gestão do Conhecimento da instituição e apoio da Associação Paraibana do Ministério Público (APMP), o Ministério Público da Paraíba, em parceria com o Laboratório Analytics, do Departamento de Sistema e Computação, do Curso de Ciência da Computação da Universidade Federal de Campina Grande, realizará nos dias 21, 22 e 23 de agosto o evento ‘Hackfest Contra a Corrupção’. O evento ocorrerá em Campina Grande em local ainda a ser definido.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Hackfest, também referido como hack day ou codefest; É o mesmo que hackathon, termo inglês formado pelos vocábulos to hack (fatiar, quebrar, alterar ou ter acesso a um arquivo ou rede); e marathon (maratona). Termo eventualmente aportuguesado para hackatona, é uma maratona de programação na qual hackers se reúnem por horas, dias ou até semanas, com o objetivo de explorar dados abertos, desvendar códigos e sistemas lógicos, discutir novas ideias e desenvolver projetos de software ou mesmo de hardware. Por ser um evento público, a maratona dá visibilidade e transparência a essas atividades, além de divulgar os novos produtos gerados.

A primeira reunião técnica para a realização do ‘Hackfest Contra a Corrupção’ foi realizada na tarde desta quarta-feira (6), em João Pessoa, entre o procurador-geral de Justiça, Bertrand de Araújo Asfora, e os professores (cientistas da computação) da UFCG Nazareno Andrade e João Arthur Brunet.

Participaram da reunião o 1º-subprocurador-geral de Justiça do MPPB, Nelson Antônio Cavalcante Lemos; os promotores de Justiça Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, coordenador da Assessoria Técnica da Procuradoria Geral de Justiça; Francisco Bergson Gomes Formiga Barros, presidente da APMP; e Octávio Celso Gondim Paulo Neto, coordenador do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) e do Núcleo de Gestão do Conhecimento; e o diretor administrativo do MPPB, Marcos Vinícius Cesário.

Presidido pelo procurador-geral Bertrand Asfora, o Comitê de Segurança Institucional do MPPB aprovou em fevereiro de 2015 a criação e instalação do Núcleo de Gestão do Conhecimento e Segurança Institucional (NGCSI) – Núcleo de Inteligência ligado diretamente ao gabinete da Procuradoria Geral de Justiça.

Na última quarta-feira (29), o promotor Octávio Paulo Neto já havia se reunido com os professores Nazareno Andrade, Raquel Lopes e João Arthur Brunet, em Campina Grande, para dar início à parceria entre a UFCG e o MPPB, com o objetivo principal de empoderar a população através da disponibilização de mecanismos de controle das atividades do estado.

“De um lado, o Ministério Público é capaz de fornecer dados importantes sobre essa atividade. O Laboratório Analytics, por sua vez, possui a expertise necessária para agregar e analisar esses dados para produzir conhecimento e aplicações que permitam à população ter uma maior participação no controle do estado. Assim, fazendo uso dos dados e expertise jurídica do Ministério Público e da capacidade científica do Laboratório Analytics, a população pode esperar por soluções tecnológicas para acompanhar as diferentes atividades dos gestores públicos”, explicou, na oportunidade, o promotor Octávio.

Além da realização do ‘Hackfest Contra a Corrupção’, a parceria entre as duas instituições permitirá que alunos do curso de Ciência da Computação realizem estágios no Ministério Público da Paraíba.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas