Moradores reclamam de esgoto a c?u aberto na Capital; Semam diz que vai checar

4
0
COMPARTILHE

Moradores do bairro José Américo, na Zona Sul de João Pessoa, reclamam de um esgoto a céu aberto na rua Luiz Gonzaga Mendes Lira. A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), responsável pelo saneamento básico no estado, informou que o local não tem rede de esgoto e que, por isso não pode resolver.  A Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) disse que só é responsável pela pavimentação. A Secretaria de Meio Ambiente (Semam) prometeu verificar o local, mas até este sábado (14) não informou mais sobre situação.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com os moradores, a rua não é pavimentada e ganhou uma série de buracos que teriam sido provocados pelo vazamento, conforme relatado por moradores. As chuvas agravaram a situação.

“Faz mais de 16 anos que moro aqui e a única coisa que escuto é promessa. Promessa de políticos em tempo de eleição que dizem um dia calçar, sanear, mas até agora nada.” Disse Mércia Ribeiro.

Segundo Mércia, não há nenhum relato de doença diagnosticada entre a vizinhança em razão desse esgoto, mas constantemente crianças brincam nas poças de lama que se formam em tempos de chuva, se tornando vulneráveis a doenças como cólera, leptospirose, diarreia infecciosa, hepatite e outras.
 

Esgoto a céu aberto no bairro José Américo

A moradora disse que comunicou o caso à Cagepa, mas, segundo ela, a Companhia disse que a responsabilidade do problema é da Seinfra. Por sua vez, a Secretaria disse que a pavimentação de ruas deve ser solicitada nas Plenárias do Orçamento Participativo ou através do IPTU Cidadão. A curto prazo, a Secretaria informou que não há previsão para pavimentação dessa via.

A Seinfra disse que, para amenizar o desconforto gerado com a falta de pavimentação da rua, a população pode ligar e solicitar o serviço de terraplenagem através do telefone 0800.031.1530 ou pelo e-mail seinfra@joaopessoa.pb.gov.br.

A Semam foi notificada sobre o caso e se comprometeu em fiscalizar a área, mas até o fechamento desta matéria, não havia informado mais nada sobre o problema.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas