Morre coordenador do Samu e ex-PM baleado em frente a shopping da Capital; vídeo

25
0
COMPARTILHE

O ex-policial militar e coordenador do Samu da cidade de Santa Rita, Fagner Mesquita, morreu depois de ter sido baleado com três tiros na manhã desta quarta-feira (8), na avenida Hilton Souto Maior, em frente de um shopping no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. De acordo com informações de testemunhas, a vítima sofreu vários tiros dentro do carro, enquanto dirigia. 

Leia mais Notícias do Portal Correio

Testemunhas informaram que o veículo Renault prata da vítima era perseguido por dois homens em uma moto. Quando os suspeitos se aproximaram do carro, o garupa efetuou vários tiros contra o homem. Ele perdeu o controle da direção e subiu no canteiro da pista.

“Quando o carro ficou desgovernado e saiu da pista, a dupla ainda parou a moto e atirou várias vezes contra o rapaz. Logo em seguida, os criminosos fugiram. Eles não cobriam o rosto na hora do crime”, disse um motorista, que presenciou a tentativa de homicídio, mas não quis se identificar.

A vítima recebeu os primeiros atendimentos do Corpo de Bombeiros e logo em seguida foi socorrida pelo Samu para o Hospital de Emergência e Trauma da Capital. O paciente passou por procedimentos de emergência, mas não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois.

Expulso da PMPB

Fagner Mesquita entrou na Polícia Militar em março de 2009. No dia 5 de agosto de 2011, segundo a Polícia Civil, ele assassinou o flanelinha Damião Rodrigues Sousa, no Geisel, em João Pessoa. Depois de um processo administrativo, Mesquita foi expulso da PM. A expulsão foi publicada no Diário Oficial do Estado do dia 20 de junho de 2012.

Em dezembro de 2012, o ex-policial militar foi preso pela Polícia Civil acusado de extorsão mediante sequestro, contra o proprietário de um hotel na cidade de Cajazeiras, no Sertão do estado. À época, a prisão foi coordenada pelo delegado Gilson Teles. 

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas