Morre Vanja Orico, atriz do primeiro filme brasileiro premiado em Cannes

17
0
COMPARTILHE

A cantora, atriz e cineasta Vanja Orico morreu nesta quarta-feira (28), no Rio de Janeiro, aos 83 anos. Ela sofria do mal de Alzheimer e enfrentava um câncer no intestino. O enterro está marcado para a quinta-feira (29), às 16h, no Cemitério São João Batista, na zona sul do Rio.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Vanja Orico ganhou destaque por sua participação no filme O Cangaceiro, de Lima Barreto, rodado em 1953 – primeira produção brasileira a ser premiada no Festival de Cannes, na França, e a conquistar sucesso internacional. No filme, ela aparecia interpretando a canção Mulher Rendeira. A carreira da atriz e cantora, no entanto, havia começado alguns anos antes, em 1950, na Itália, onde Vanja estudava música. Ela atuou em Mulheres e Luzes, produção do cineasta Federico Fellini.

Nos anos 50 e 60, ela fez grande sucesso como cantora no Brasil e se apresentou nos Estados Unidos e em países da Europa, América Latina e África. Além de O Cangaceiro, Vanja Orico atuou como atriz em vários filmes do chamado ciclo do cangaço, como Lampião, o Rei do Cangaço (1964) e Jesuíno Brilhante, o Cangaceiro (1972). Em 1973 dirigiu o filme O Segredo da Rosa.

Filha do diplomata, escritor e acadêmico Osvaldo Orico (1900-1981), a atriz, cujo nome completo era Evangelina Orico, deixa um filho, o cineasta Adolfo Rosenthal, fruto de seu casamento como o ator André Rosenthal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas