Motorista ? amea?ado e tem escopeta apontada para a cabe?a durante arrast?o em ?nibus de JP

25
0
COMPARTILHE

Um motorista de transporte coletivo que trabalha na linha 701, ligando o bairro do Alto do Mateus, na Zona Oeste de João Pessoa, ao Centro da Capital, teve uma escopeta apontada para a cabeça durante um arrastão realizado por três bandidos por volta das 16h da sexta-feira (10). Além do motorista, os bandidos ameaçaram o cobrador do coletivo e os passageiros, levando dinheiro, bolsas, celulares e carteiras, antes de fugirem.

Leia também:

* Preso suspeito de apedrejar ônibus e provocar acidente com 60 feridos em JP; vídeo

* Motorista é esfaqueado durante assalto a ônibus na Grande João Pessoa

De acordo com uma testemunha que estava dentro do ônibus, os bandidos, sendo dois homens e uma mulher, fingiram ser passageiros e entraram no coletivo nas proximidades da rodoviária da Capital.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Poucos metros depois, um dos dois homens e a mulher passaram pela roleta enquanto o outro bandido ficou próximo ao cobrador, anunciando o assalto e sacando a escopeta, que estava dentro de uma mochila, apontando a arma para a cabeça do motorista.

“O coletivo estava lotado e os bandidos que passaram na roleta começaram a recolher bolsas, carteiras, celulares e dinheiro dos passageiros, além do dinheiro do cobrador, e o outro estava apontando a arma para o motorista, ameaçando atirar caso ele fizesse alguma coisa. A ação durou cerca de cinco minutos. Depois de pegarem tudo, eles pediram para o motorista abrir a porta”, disse a testemunha.

Segundo a testemunha, os bandidos desceram nas proximidades da Ilha do Bispo, mas foi no momento da saída que os eles quase atiraram no motorista.

“Na hora da saída, tanto a mulher como o homem que recolheram nossos objetos gritavam a todo o momento para que o comparsa atirasse na cabeça do motorista. Ele só não atirou porque os passageiros intervieram dizendo que o motorista não tinha feito nada, pedindo para que ele não fosse morto. Nós que somos passageiros vivemos amedrontados, toda semana ocorrem dois ou três assaltos na linha 701” concluiu a testemunha.

Após o assalto, o motorista conduziu o ônibus até o ponto final do Alto do Mateus e em seguida se dirigiu a garagem da empresa São Jorge, responsável pelo coletivo.

O Portal Correio tentou contato com o 1º Batalhão da Polícia Militar, responsável pela segurança na área onde ocorreu o crime, para saber sobre o policiamento no local e ações que combatam a criminalidade nos ônibus da linha 701, mas não teve as ligações atendidas.

O Portal Correio também tentou contato com a empresa São Jorge, para saber quais as outras ocorrências de assalto foram registradas pela empresa, mas também não teve as ligações atendidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas