Mulher de Schumacher proibi ex-empres?rio de visitar o piloto

19
COMPARTILHE

O drama de saúde de Michael Schumacher, que já dura há mais de dois anos, está recheado de polêmica, e a mais nova agora aconteceu com seu ex-empresário. Wili Weber foi o agente que representou o piloto por mais de 20 anos e agora está acusando a mulher de Schumi por proibi-lo de visitar o alemão. Em entrevista ao jornal Bild, ele desabafou em relação ao caso.

Leia mais notícias de Esporte do Portal Correio

— Corinna me impede qualquer contato com Michael. Tentei dezenas de vezes falar com ela para conseguir uma permissão para visitar meu amigo, mas ela nunca deixou. Antes do acidente [em 2013], o meu relacionamento com ele sempre foi ótimo. Duas semanas antes do acidente, estivemos juntos e fizemos planos que, infelizmente, não fomos capazes de realizar. Entendo a dificuldade da situação, mas ela é terrível para mim também. Nossas famílias foram próximas por 25 anos e agora ninguém entende.

Tudo mudou na vida do alemão Michael Schumacher há exatos dois anos. No dia 29 de dezembro de 2013, o badalado heptacampeão mundial de F1 esquiava nos Alpes Franceses, quando perdeu o equilíbrio, bateu com força a cabeça em uma pedra e, com traumatismo craniano, entrou em coma.

Foi o início de um drama para ele, para sua família e para a comunidade esportiva mundial que acompanhou chocada a luta do campeão contra a morte. Foram momentos difíceis, que se estendem até hoje, quando Schumacher ainda apresenta uma lenta recuperação.

O ex-piloto ainda corre risco de vida, apesar de ter deixado o estado de coma antes de sair do Hospital de Lausanne, em que estava internado. Ele saiu do hospital em setembro, para continuar o tratamento em sua mansão, na cidade de Gland, também na Suíça.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas