Mulher é presa por tramar assalto, mandar matar irmão e planejar morte da família, em JP

71
COMPARTILHE

Seis pessoas foram presas no caso da morte do estudante Marco Antônio Filho, de 28 anos, baleado na padaria da família no Jardim Luna, em João Pessoa, no dia 4 de junho deste ano. Entre os suspeitos, está a irmã da vítima, que seria a mandante do crime. Os motivos e os detalhes da investigação só serão revelados em entrevista coletiva, que vai ocorrer nesta terça (28), mas o caso pode estar relacionado com disputa por herança.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Conforme as primeiras informações da polícia, o crime na padaria foi tramado e teria sido planejado para matar não só o estudante, mas toda a família. Inicialmente, o caso foi tratado como latrocínio, que é o roubo seguido de morte, mas essa hipótese já foi descartada.

Segundo informações apuradas pelo Portal Correio com a Polícia Civil, a irmã da vítima teria sido considerada pelas autoridades como ‘a nova Suzane von Richthofen’, em referência ao caso da jovem que mandou matar os pais em 2002 em São Paulo.

Os suspeitos presos estão prestando depoimento e a Polícia Civil está finalizando os detalhes para divulgar para a imprensa.

Nas redes sociais, um dos amigos do estudante morto postou: “Agora acabou o silêncio, crime do nosso amigo Marquinhos elucidado, mandante própria irmã e os executores da bárbara execução presos” (sic).

Amigos postaram informação em grupos

Foto: Amigos postaram informação em grupos
Créditos: Reprodução/Instagram

O caso

Marco Antônio estava na frente da padaria, no dia 4 de junho, quando uma dupla armada chegou de moto, o rendeu e anunciou o assalto ao estabelecimento. Alguns clientes que estavam no local e funcionários também foram rendidos e deitaram no chão.

O estudante fez o que a dupla mandou, mas mesmo sem reagir, sofreu um tiro na cabeça. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital de Trauma, mas não resistiu e morreu algumas horas depois.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas