Nem está fácil, nem vai ser…

10
0
COMPARTILHE

Que a situação não está fácil para os governadores, é certo, basta acompanhar os discursos e o noticiário. Mas, o Governo Federal não está a fim de ouvir mais choradeira do que a sua própria e, apesar dos apelos dos governadores pelo dinheiro da repatriação, não está querendo tornar as coisas fáceis.

Uma luz no túnel surgiu em reunião na quarta-feira à noite. O governo flexibilizou um pouco, e parece, eu disse, parece que chearam a um consenso. Um dos pontos, e esse deve provocar embates, diz respeito à previdência dos servidores.

Os governadores se comprometeriam em enviar às Assembleias Legislativas projetos de reforma que elevam a contribuição previdenciária de servidores públicos para 14%.

Segundo o governador Marconi Perillo (Goiás), que estaria representando os demais, a aprovação de leis estaduais nesse sentido seria “condição obrigatória” para que a União seja garantidora de operações de crédito dos Estados, uma das reclamações do socialista Ricardo Coutinho.

E os Estados estão cada vez mais dependentes desses empréstimos e, consequentemente, do Governo Federal. São R$ 5,3 bilhões da multa da repatriação para os Estados, ou seja, que vai ‘enjeitar’, e se alguém tem que pagar a conta, a julgar pela Reforma da Previdência, que seja o servidor estadual, cuja maioria, diria 99%, ganha o mínimo e vai ganhar ainda menos.

Apenas acho…

A questão não é o ministro Marco Aurélio ter se ‘trocado os pés pelas mãos’. É o fato de uma decisão da Corte Suprema do País ter sido ignorada, é isso mesmo ignorada. O plenário teria três fatos a julgar: a desobediência, a liminar que pedia o afastamento de Renan Calheiros e o seu mérito, e a linha sucessória.

Conselho 1

Conselho dado pelo prefeito da Capital, Luciano Cartaxo: antes de fazer uma aliança com a oposição, é preciso fazer uma aliança dentro da própria bancada. Para Cartaxo, essa unidade será imprescindível.

Conselho 2

A ‘lembrança’ sobre essa unidade ser “na vera” foi feita durante entrevista essa semana. O assunto em questão: a eleição para presidente da CMJP.

Sem mordomias

Mais do que devida a aprovação na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara Federal, do projeto de lei de autoria do tucano Pedro Cunha Lima que limita o uso de carros oficiais no âmbito do Governo Federal. Se é para economizar, vamos começar cortando as mordomias.

Alfinetada 1

Da ex-secretária de Saúde da Capital Roseana Meira, no Twitter: “Operador levava mochila com R$ 300 mil para mulher de Cabral.Em João Pessoa é só acompanhar o “LIXO”! Chega + que isso”.

Alfinetada 2

Roseana se refere à denúncias da bancada de oposição e que continuam só denúncias, sobre o lixo retirado durante as obras da PMJP, do novo Parque da Lagoa.

Conselho dado

O juiz eleitoral Michel Rodrigues aproveitou a diplomação dos prefeitos eleitos de Princesa Isabel, Manaíra, Água Branca, Tavares, Juru e São José de Princesa para ouçam o que reclama a sociedade.

De olho

Durante a diplomação, o prefeito eleito de Princesa Isabel, Ricardo Pereira, garantiu que vai trabalhar para contornar os problemas ‘herdados’ de Dominguinhos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas