Boqueirão mantém altas e Campina Grande segue rumo ao fim do racionamento

De acordo com a Aesa, o fim do racionamento só poder acontecer quando o reservatório atingir 8% de capacidade total; atualmente, o açude está com pouco mais da metade desse percentual

Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente | Em 13/05/17 às 08h45, atualizado em 13/05/17 às 12h27 | Por Alexandre Freire
Reprodução/TV Correio HD
Açude Epitácio Pessoa (Boqueirão)

O açude Epitácio Pessoa, na cidade de Boqueirão, a 185 quilômetros de João Pessoa, atingiu, nessa sexta-feira (12), 4,4 % da capacidade total, pouco mais da metade do nível estabelecido pela Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) para pôr fim ao racionamento na cidade de Campina Grande.

Leia também:

- Aesa registra chuvas em Boqueirão e internautas comemoram; assista ao vídeo

- Água do Rio São Francisco chega ao espelho d'água do açude Boqueirão, na PB

- Açude de JP e mais três sangram na Paraíba; Boqueirão segue subindo e atinge 3,7%

De acordo com o presidente da Aesa, João Fernandes, o fim do racionamento na Rainha da Borborema e mais 18 cidades da região só vai poder acontecer quando o reservatório atingir 8% de sua capacidade total.

Ele lembrou que a marca deve ser alcançada entre 60 e 90 dias após a chegada das águas da transposição no açude, que aconteceu em 18 de abril. “Essa previsão depende da quantidade de água que vai para Boqueirão através de Monteiro, mas deve ficar entre 60 e 90 dias a partir da chegada da transposição no açude”, disse.

Questionado sobre a liberação para produtores rurais iniciarem a irrigação com a água de Boqueirão, João Fernandes disse não ter ainda uma previsão, mas adiantou que na próxima semana participará de uma reunião com representantes da Agência Nacional das Águas (ANA), em Brasília, discutindo o marco regulatório das águas do manancial. 

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078. 

Atenção

Fechar