Nível de Boqueirão sobe 124% dois meses após chegada da água da transposição

No dia 18 de abril, o açude contava apenas com 2,9% de sua capacidade total

Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente | Em 19/06/17 às 11h57, atualizado em 19/06/17 às 12h26 | Por Alexandre Freire
Reprodução/TV Correio HD
Boqueirão

Dois meses após a chegada das águas da Transposição do Rio São Francisco ao açude Epitácio Pessoa, na cidade de Boqueirão, no Cariri paraibano, a 185 quilômetros de João Pessoa, o reservatório já alcança 6,5% de sua capacidade total, que é de 411.686 milhões de metros cúbicos de água. Comente no fim da matéria.

Leia também: * Canal da transposição do São Francisco rompe em PE; Integração diz que conteve 'vazamento'

*Água do São Francisco para de seguir para a PB por causa de problema em canal

O levantamento, feito nesta segunda-feira (19) pela Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), mostra que nos últimos 60 dias o volume de Boqueirão subiu 124% após a transposição. No dia 18 de abril, o açude contava apenas com 2,9% de sua capacidade total.

Leia mais Notícias no Portal Correio 

No último dia 10, parte do canal da transposição rompeu, nas proximidades do Sítio Malhadinha, no município de Custódia, no Sertão de Pernambuco. O problema fez com que a água deixasse chegar com a mesma intensidade ao reservatório, que é responsável pelo abastecimento de Campina Grande e mais 18 cidades da região.

De acordo com a Aesa, quando o açude chegar a 8,2% de sua capacidade máxima, o racionamento de água de Campina Grande deve ser encerrado. Inicialmente a previsão era que o racionamento chegasse ao fim até a semana do São João. Uma nova data não foi divulgada pelo órgão.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078. 

Atenção

Fechar