Correios acabam com e-Sedex e fretes em lojas online podem ficar mais caros

Produto será encerrado a partir desta segunda-feira (19). Com isto, as encomendas deverão ser realizadas por Sedex ou PAC

Economia | Em 18/06/17 às 16h21, atualizado em 18/06/17 às 16h28 | Por Redação
reprodução
Sedex

Os adeptos das compras on-line receberam uma má notícia nesta semana. De acordo com o JC Online, os Correios decidiram acabar com o serviço de e-SEDEX modalidade exclusiva para o comércio eletrônico. Apesar de ter o mesmo prazo do SEDEX convencional, o serviço tinha o frete mais barato. O produto será encerrado a partir desta segunda-feira (19). Com isto, todas as postagens de encomendas deverão ser realizadas por Sedex ou PAC. Comente no fim da matéria.

Leia também: Comissão aprova projeto de paraibano que melhora rastreio de postagem pelos Correios

A diferença é que a área de cobertura é restrita a algumas cidades e há o limite de peso de objetos postados, sendo até 15 quilos.

De acordo com os Correios, “o motivo para o fim do e-Sedex é a implantação da Política Comercial da empresa, que reorganizou o portfólio de serviços, de modo a garantir a capacidade da estatal na prestação adequada de todos os serviços que atendem no e-commerce, como SEDEX, PAC, Logística Reversa e CorreioLog, de forma integrada e não mais sustentada em apenas um produto dedicado”.

A decisão foi comunicada às empresas que utilizam o serviço e confirmada pela assessoria de imprensa da estatal. De acordo com a empresa, as encomendas em trânsito seguem normalmente, conforme o serviço contratado inicialmente.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Atenção

Fechar