Professores fazem ato para pedir negociação do Estado sobre greve na UEPB

Segundo o Comando de Greve, a mobilização vai contar com participantes dos oito campi da instituição

Emprego e Educação | Em 10/05/17 às 06h52, atualizado em 10/05/17 às 06h44 | Por Redação
Divulgação
UEPB

Professores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) promovem na manhã desta quarta-feira (10), um ato na Praça dos Três Poderes, em João Pessoa, para tentar estabelecer diálogo com o governo do Estado. Eles alegam que querem negociar uma saída para a greve na instituição, que já dura 28 dias.

- UEPB suspende processo de Transferência Voluntária do período 2017.1

- UEPB entra com ação para que Estado pague duodécimo integralmente

- Servidores se unem a professores e também entram em greve na UEPB; vídeo

Greve começa e mais de 18 mil estudantes ficam sem aulas na UEPB

Segundo o Comando de Greve, a mobilização vai contar com participantes dos oito campi da UEPB.

“O intuito dessa atividade é pressionar o governo do Estado no sentido de criar um canal de comunicação e de negociação sobre a nossa pauta de reivindicações e em defesa da UEPB”, afirmou o professor Edson Holanda, integrante do Comando de Greve dos Docentes da UEPB.

Desde o dia 12 de abril que os professores da UEPB entraram em greve, deixando 18 mil estudantes sem aulas por tempo indeterminado. No dia 26, os demais servidores da instituição também aderiram à paralisação e suspenderam as atividades.

A UEPB alega que enfrenta grave crise financeira e disse que entrou com uma ação contra o Estado para o pagamento de duodécimo. O governo alegou que não há redução de duodécimo e que os R$ 2 milhões descontados dos R$ 26 milhões são para a reserva do 13º dos servidores da instituição.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078. 

Atenção

Fechar