Família paraibana fica 'ilhada' entre furacão nos EUA e terremoto no México

De acordo com os paraibanos que estão em cruzeiro, o navio desviou do trecho próximo ao epicentro do terremoto no México e só pode voltar aos EUA após a passagem do furacão Irma

Mundo | Em 08/09/17 às 12h59, atualizado em 08/09/17 às 13h25 | Por Luís Eduardo Andrade
Divulgação
Furacão Irma se aproxima da costa da Flórida (EUA)

Uma família de João Pessoa ficou ilhada em um cruzeiro entre a costa do México, que corre risco de tsunami, e o rastro do furacão Irma. De acordo com os paraibanos, o navio desviou do trecho próximo ao epicentro do terremoto e só deve retornar aos Estados Unidos, de onde saiu, na próxima terça-feira (12). Eles seguem embarcados e só podem voltar após a passagem do furacão Irma.

Leia mais notícias no Portal Correio

Segundo Dennys Carneiro, um dos paraibanos no cruzeiro, a embarcação saiu da Flórida (EUA), e seguiu rumo à costa do México. Porém, com o terremoto de 8,1 pontos na escala Ritcher que atingiu a região próxima ao estado de Oaxaca, o navio fez um desvio até a Costa Maia, região próxima à América Central.

O paraibano ainda relatou que o navio deve retornar aos Estados Unidos apenas na próxima terça-feira (12). “A gente está no mar. Atracamos na Costa Maia, onde o terremoto não atinge, não teremos repercussão. Ficaremos hoje [sexta-feira] aqui e amanhã [sábado] navegamos para ganhar tempo e o furacão passar. Depois de amanhã [domingo], voltamos para onde estávamos: Cozumel. Ficamos no mar na segunda-feira (11), e na terça-feira (12) chegaremos nos EUA. Dependendo da repercussão do Irma na Flórida, a gente decide se vai ficar por lá ou se vamos encurtar a viagem. Se tiver sem energia, sem água, sem telefone, a gente não vai ficar”, garantiu Dennys.

Abaixo você confere um mapa com a localização do navio onde os paraibanos estão e as regiões afetadas pelo terremoto no México e pelo furacão nos Estados Unidos:

 

Veja o mapa de onde está a família paraibana

Furacão Irma já matou 14

O olho do Furacão Irma atingiu as ilhas Turks e Caicos - território britânico no Caribe na noite dessa quinta-feira (7). Os ventos continuam fortes de 180 km por hora, ainda na categoria cinco. 

Quatro das 14 vítimas confirmadas são das Ilhas Virgens americanas. As demais mortes foram registradas na ilha franco-holandesa St. Martin.

Nesta sexta-feira (8), o Irma deve alcançar as Bahamas e depois Cuba. A previsão é que ele chegue ao sul da Flórida na madrugada de domingo (10), na categoria 5 ou baixar para a 4, ainda ventos fortes ventos.

Terremoto no México pode causar Tsunami

O forte terremoto que atingiu o México na madrugada desta quinta-feira (8) deixou pelo menos 32 mortos no Sul do país – 23 no estado de Oaxaca, sete em Chiapas e dois em Tabasco –, segundo indica um relatório preliminar das autoridades.

O presidente do México, Enrique Peña Nieto, advertiu à população, nesta sexta-feira, ser provável que nas próximas 24 horas aconteça uma forte réplica do terremoto de magnitude de 8,4 na escala de Richter, ainda que de "um grau menor".

Peña disse que até agora o alerta de tsunami no estado de Chiapas, onde foi registrado o epicentro do terremoto nessa quinta-feira (7) à noite, "não representa um risco maior", e considerou que 50 milhões de pessoas devem ter sentido em várias partes do país.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078. 

Atenção

Fechar