Ocorrências com crianças em casa aumentam 6,38% nas férias em JP; Samu alerta

13
0
COMPARTILHE

O número de chamados do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) subiu 6,38% entre dezembro do ano passado e essa terça-feira (18), conforme levantamento divulgado nesta sexta-feira (20) pelo órgão. As principais ocorrências são traumas pediátricos, quedas de alturas e acidentes de trânsito e somam 153. Recentemente, um vídeo com duas crianças brincando em Recife (PE) viralizou porque uma delas ficou pendurada na parede e disse “ai misericórdia”; assista abaixo.


Leia mais Notícias no Portal Correio

A coordenadora do Samu, doutora Érica Rivenna, pondera que o aumento de ocorrências está, de fato, relacionado com o período de férias escolares. Ela alerta pais, mães ou responsáveis sobre como devem proceder em caso de alguma ocorrência com crianças.

“Em casos de quedas, que são muito comuns com crianças, é muito importante examinar com cuidado, observar se não tem nenhum sinal de fratura ou algum lugar na cabeça que está mais inchado. Em caso de engasgos, a orientação é não colocar o dedo na garganta para tentar retirar o objeto, pois pode causar uma pequena obstrução e o dedo pode empurrá-lo ainda mais”, explicou.

O Samu pode ser acionado na grande João Pessoa pelo número 192. Entre os quadros que se encaixam na área de atendimento estão os de convulsão, sangramentos digestivos, infarto, queda de alturas, acidentes graves de trabalho ou de trânsito e ferimentos por armas brancas ou de fogo.


“Ai, misericórdia!”

Em Recife, as primas Yasmin, de 7 anos, e Ketilly, de 4, brincavam no quarto quando a mais velha tentou fazer uma travessura e acabou pendurada na parede. Um tio postou o vídeo na internet e logo ele foi parar entre os assuntos mais comentados.

Apesar dela não ter sofrido nenhum problema, expôs o risco de acidentes com crianças em casa.


Assista abaixo.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas