ONU alerta para praga mundial de besouros que está destruindo palmeiras

25
0
COMPARTILHE

Um pequeno besouro vermelho está causando grandes estragos ao redor do mundo, destruindo palmeiras e ameaçando as produções de coco, dendê, tâmaras e outros. A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) convocou para uma reunião em sua sede em Roma, na Itália, cientistas, especialistas em controle de pragas e ministros da Agricultura de vários países, visando formular um plano de ação internacional para frear a praga. O encontro segue até esta sexta-feira (31). As informações são da ONU News.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Nas últimas três décadas, o besouro prejudicou palmeiras em todos os países do Oriente Médio e do norte da África. Mas agora, a praga está se espalhando e já foi registrada em mais de 60 nações, incluindo França, Grécia, Itália e Espanha, além de nações do Caribe e da América Central.

Segundo a FAO, os besouros conseguem se espalhar com rapidez porque faltam estratégias de prevenção e o monitoramento da praga tem sido insuficiente. Outro problema é a dificuldade para detectar o inseto durante a infestação: 80% do ciclo de vida desse besouro não pode ser observado a olho nu, e na maioria dos casos, fica tarde demais para salvar a palmeira.

Perdas

As perdas econômicas são enormes todos os anos, devido aos prejuízos para a produção e os custos para controlar a peste. Países do Oriente Médio chegam a perder US$ 8 milhões por ano. Já os custos combinados para erradicar o besouro e cuidar das palmeiras infestadas chega a custar 90 milhões de euros na Espanha, na Itália e na França.

Mas segundo a FAO, esse custo pode aumentar para 200 milhões de euros até 2023, se nenhum programa rigoroso de controle for implementado.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas