Pais devem ter cuidado ao comprar presentes de Natal para crianças; veja orientações

10
0
COMPARTILHE

A chegada do Natal é uma das épocas em que as crianças mais aguardam para ganhar presentes. Porém, os pais devem ficar atentos a brinquedos que podem trazer riscos a saúde. Veja abaixo dicas de como evitar prejuízos e riscos a saúde nos presentes de natal.


Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com o médico Renato Neves, cirurgião-oftalmologista, brinquedos que chegam desmontados podem oferecer riscos caso as crianças levem os objetos para a boca ou coloquem eles nos ouvidos, nariz ou na região dos olhos.

“Também os brinquedos de propulsão, como alguns carrinhos e armas de ar ou de água, costumam fazer estragos. Abrasão da córnea, aumento da pressão ocular, e até mesmo uma catarata traumática podem ocorrer devido a esse tipo de acidente”, disse o médico.

Segundo o médico, os pais ou responsáveis devem comprar os brinquedos pensando na criança e nas possíveis consequências que o produto possa oferecer em casos de manipulação errada por parte da criança.

“A maioria dos brinquedos traz a faixa etária indicada na embalagem. Ao desrespeitar esse limite, contribui para aumentar o risco de eventuais acidentes. Molas, dardos, arco e flecha, espadas, armas de pressão, carros de propulsão, bonecas desmontáveis e objetos pontiagudos têm alto potencial para provocar acidentes. Sendo assim, não devem chegar às mãos de crianças pequenas ou que costumam brincar longe dos adultos”, disse o médico.

Outra dica citada pelo médico é a importância de não comprar brinquedos piratas, já que a maioria não respeita as normas de fabricação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Já sobre presentes esportivos, como bicicletas, skates, patins, raquetes e bolas, o médico aconselhou que eles venham acompanhados de equipamentos de proteção, como joelheiras, capacetes e óculos plásticos para proteger a visão em caso de quedas.

A atenção também deve ser dada no momento da abertura do presente, já que, segundo o médico, partes pequenas de embalagens podem se soltar e acabar ferindo as crianças.

“Ao tentar abrir sozinha o presente que recebeu, grampos e partes pequenas costumam se desprender quando a embalagem é aberta com entusiasmo. Em caso de acidente, a primeira recomendação é procurar um serviço especializado com urgência, para que possa ser realizado um exame mais minucioso”, concluiu o médico.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas