Papa Francisco denuncia persegui??o de crist?os e minorias

5
0
COMPARTILHE

O papa Francisco denunciou a perseguição “atroz, desumana e inexplicável” que sofrem atualmente os cristãos e as minorias em algumas partes do mundo. Ele estimulou a comunidade internacional a intervir para reverter esta situação, informou nesta quinta-feira (6) o Vaticano.

Leia mais Notícias no Portal Correio

As palavras do papa constam de mensagem dirigida à Igreja Católica da Jordânia, que será entregue pelo secretário da conferência episcopal italiana, Nunzio Galantino, durante visita à Jordânia, que ocorre desta quinta a domingo (9).

Na carta, o pontífice critica “as perseguições atrozes, desumanas e inexplicáveis registadas em muitas partes do mundo, especialmente [as sofridas pelos] cristãos”. Francisco qualificou as pessoas perseguidas de “mártires dos tempos modernos, humilhados e discriminados por causa da fidelidade ao Evangelho”.

Esses fiéis “são vítimas do fanatismo e da intolerância, muitas vezes sob os olhos e o silêncio de todos”, prosseguiu o papa, que denuncia regularmente as perseguições de que são vítimas os cristãos, não apenas os católicos, em todo o mundo, em particular no Médio Oriente.

“Renovo minha esperança de que a comunidade internacional não vai assistir em silêncio e inerte face a um crime tão inaceitável”, reforçou Francisco.

Nunzio Galantino vai à Jordânia para acompanhar a ajuda fornecida pela igreja italiana aos refugiados que vivem naquele país. A Jordânia é um dos principais países de acolhimento de refugiados oriundos da Síria, onde a guerra deixou milhões desabrigados. Em junho, existiam 629 mil refugiados sírios registados na Jordânia, a maioria fora dos campos de refugiados, segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas