Para?ba tem apenas 1,33% das resid?ncias com acessos para cadeirantes

7
0
COMPARTILHE

Apenas 1,33% dos domicílios da Paraíba têm equipamentos de acessibilidade para cadeirantes. O levantamento foi divulgado nesta sexta-feira (28), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O estado está entre os que menos têm esses recursos para deficientes no Brasil. Mato Grosso do Sul é onde há mais rampas, em 14,06% dos domicílios daquele estado.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Com relação aos dados por municípios, Livramento (21,24%) está no topo das 223 cidades do estado com maior percentual de equipamentos em domicílios, seguida por Poço Dantas (19,77%), Nova Palmeira (18,87%), Santa Cecília (15,19%), Gurjão (12,1%), São Domingos do Cariri (11,2%), Areia de Baraúnas (10,86%) e Riacho dos Cavalos (10,61%).

No outro lado, as menores proporções ficaram com Serra da Raiz e Belém do Brejo do Cruz (0,14% cada um), Cacimba de Dentro (0,12%), Mamanguape (0,1%), Jericó (0,07%), São José de Piranhas e Paulista (0,06% cada um), Teixeira (0,04%), bem como Nova Floresta e Rio Tinto (ambos com 0,03%).

Analisando informações das grandes cidades da Paraíba, o IBGE apontou que as maiores taxas foram de Patos, Souza e João Pessoa (2,94%, 2,12% e 2,11%, respectivamente), seguidos de Sapé (0,97%), Campina Grande (0,7%), Cajazeiras (0,57%), Santa Rita (0,46%), Guarabira (0,45%), Cabedelo (0,44%) e Bayeux
(0,2%).

De acordo com dados do Censo Demográfico 2010, a deficiência motora faz parte da vida de cerca de 13,3 milhões de brasileiros, 4,1 milhões de nordestinos e 320,1 mil paraibanos, sendo, nesse último caso, que 5,7% do total dos deficientes as possuíam na forma mais leve, em 2,5% da população deficiente isso proporcionava grande dificuldade, e a dificuldade era extrema no caso de 0,4% do total dos deficientes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas