Para?ba vai ganhar 2,3 mil barragens subterr?neas para combate ? seca em 197 cidades

9
0
COMPARTILHE

Foi apresentada na manhã desta terça-feira (21), para 47 gestores públicos da região polarizada pelo município de Sousa, no Sertão paraibano, a 433 km de João Pessoa, o Plano Emergencial de Enfrentamento à Estiagem que deve promover a construção e utilização de 2,3 mil barragens subterrâneas nas 197 cidades que estão em estado de emergência na Paraíba. As barragens vão oferecer água para que os agricultores continuem com as atividades mesmo em período de seca.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O plano foi apresentado no auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) por representantes das secretarias de Desenvolvimento e Articulação e Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido.

Segundo o secretário de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido, Lenildo Morais, a ideia de execução das barragens subterrâneas é simples, mas precisa apenas do apoio técnico e de investimentos parceiros dos governos do estado e dos municípios para ser implementada e ajudar os agricultores que enfrentam a seca e a escassez de água.

Ainda segundo Lenildo Morais, o edital de licitação do programa está aberto através do portal da secretaria de Articulação Municipal do Estado até o dia 10 de agosto.

Para participar, os municípios precisam estar dentro dos critérios estabelecidos no programa, entre eles, ser uma das 197 cidades que por decreto governamental estão em situação de emergência. As solicitações dos agricultores a serem beneficiados precisam ter a aprovação dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável.

Os municípios também precisam aderir ao programa e ter a declaração de aptidão ao Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf).

As estruturas vão ser construídas com a utilização das máquinas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e em parceria com o Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase).

Funcionamento das barragens subterrâneas

As barragens subterrâneas são estruturas simples feitas para barrar e armazenar a água das chuvas e dos riachos no interior do próprio solo. Junto às barragens e para ampliar a capacidade de utilização da água, serão construídos também poços amazonas e caixas d’água pré-moldadas que vão servir para a retirada da água.

Durante a construção das barragens são utilizadas lonas plásticas enterradas no subsolo dos leitos de rios e riachos para barrar o escoamento da água das chuvas que circula no solo.

A escavação para a barragem deve ser perpendicular ao sentido da descida das águas até a profundidade onde se encontra a camada mais dura do subsolo, normalmente chegando até quatro metros de profundidade.

Dependendo das condições do terreno, a vala cavada pode se estender entre 30 e 100 metros. Nela é estendida a lona plástica com 200 micas de espessura e, em seguida, é coberta com a terra originária da própria escavação.

A impermeabilidade implantada na vala irá barrar e armazenar a água no subsolo, diminuindo também a evaporação. Com a técnica, a área se transforma numa vazante onde a umidade permanece por meses. O resultado é que os agricultores poderão cultivar mesmo em períodos de seca e estiagem prolongados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas