Paranaense ? preso suspeito de sequestrar gerente na PB, seis meses ap?s o crime

10
0
COMPARTILHE

Um paranaense suspeito de ser um dos responsáveis pelo sequestro da família do gerente do Banco do Brasil de Mangabeira, em julho de 2014, foi preso no bairro de José Américo, Zona Sul de João Pessoa, na manhã desta terça (27); seis meses após o crime. Relembre o caso.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com o delegado Thiago Sandes, do Grupo Operações Especiais da Polícia Civil, o GOE, a equipe realizava trabalhos de investigação desde o ocorrido para localizar os suspeitos e aguardou a liberação dos mandados de busca e prisão expedidos dois meses após a representação ao Ministério Público.

O suspeito foi preso após um cerco policial na principal avenida do José Américo. Ele não reagiu, mas no momento dirigia um carro, que tinha registro de roubo; o preso negou envolvimento com o roubo do veículo.

Segundo a polícia, o suspeito já respondeu por outros crimes como roubo a banco e a cargas e na época do sequestro, estava cumprindo pena no regime semiaberto no presídio Silvio Porto, em Mangabeira, na Zona Sul da Capital.

A polícia afirmou também que em meio ao processo investigativo, o suspeito ainda passou alguns meses no município de Picuí, no Sertão Paraibano, até retornar a João Pessoa nesta terça, quando foi preso.

Com a prisão, o suspeito foi levado para o presídio do Róger, no bairro de mesmo nome, em João Pessoa, não apenas como suspeito do sequestro da família do gerente do banco, mas também de receptação do carro roubado que conduzia no momento da prisão.

O sequestro

O gerente da agência do Banco do Brasil do bairro de Mangabeira, em João Pessoa, e a família dele foram feitos de reféns por mais de seis horas no dia 17 de julho de 2014. A agência foi roubada.

Na época, cerca de quatro homens invadiram a casa do gerente, no bairro dos Estados, em João pessoa, onde passaram a noite toda.

O gerente, a mulher e os dois filhos foram feitos reféns na noite e pela manhã o funcionário do banco foi levado por três dos suspeitos até a agência e o outro ficou com a família em casa. Os bandidos levaram dinheiro do cofre e quantia não foi revelada.

Instantes depois, a família do gerente foi liberada na BR-230, no sentido Campina Grande.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas