Parque Tur?stico do Jacar? segue em constru??o, na Grande o?o Pessoa

0
COMPARTILHE

Após a derrubada das barracas da Praia do Jacaré, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, foram iniciadas as obras do Parque Turístico do Jacaré, que compreende a construção do Mercado de Artesanato, muro de arrimo e pavimentação do passeio público. O projeto para o espaço ainda prevê toda a urbanização da área e a reforma dos banheiros públicos, ambos aguardando os processos licitatórios.

Leia mais Notícias do Portal Correio

Segundo a secretária de Infraestrutura de Cabedelo, Érika Gusmão, o trabalho está em ritmo acelerado por conta do aumento do fluxo de turistas nesta época do ano. Gusmão lamentou, no entanto, os entraves burocráticos exigidos por lei.“Na verdade, a Prefeitura de Cabedelo está arcando, em caráter emergencial, com obras que deveriam ter sido executadas pelas empresas que ocupavam a área anteriormente. Entretanto, mesmo com alguns transtornos típicos de um canteiro de obras, estamos visando o melhor para os visitantes: um ambiente renovado e completamente redimensionado. E tudo sem interromper as atrações locais”.

As obras do muro de arrimo do Parque Turístico terão a extensão de 95m ao longo da margem do Rio Jacaré, dando sustentação ao guarda peito, ao calçadão e à passarela dos visitantes da área. A pavimentação da área desocupada pelos antigos bares já foi parcialmente concluída até o limite do muro de arrimo. No local, inclusive, já foi montado um palco para apresentações musicais.

O Centro de Artesanato ocupará a área próxima ao anfiteatro existente no Parque. Aproveitará a vegetação local e os boxes substituirão as bancas de artesanato hoje situadas ao longo do passeio público, na parte sul. Sua concepção arquitetônica prevê a preservação do estilo atual e utilizará madeira e tijolo aparentes, coberta com telhas canal, além de valorizar os espaços entre os blocos com áreas de convivência devidamente ajardinadas.

De acordo com a Seinfra, 90% do material de entulho proveniente das reformas em andamento serão filtrados e reutilizados na base dos pisos, motivo pelo qual ainda permanecem no canteiro de obras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas