Passado X Presente

9
0
COMPARTILHE

Nem o “constrangimento” de ter o passado da cassação exposto pelos adversários tira a energia do senador Cássio Cunha Lima, líder dos tucanos no Senado. O paraibano cumpre a missão delegada pelos colegas com uma devoção de fazer inveja aos fundadores do PSDB.

Defensor da tese da renúncia da combalida presidente Dilma ou do afastamento dela do cargo por força de decisão do Tribunal Superior Eleitoral, vide os vários “furos” e evidências de irregularidades nas contas de campanha, Cássio parece estar preparado para, também, virar alvo dos petistas.

E já virou. Recentemente, o PT passou na cara seu histórico de problemas com a Justiça Eleitoral, uma forma de desqualificar o discurso e desautorizar moralmente o paraibano da linha abraçada com todo o ardor para levar Dilma a um abismo cada vez mais iminente e previsível.

Mas o que estimula o ex-governador paraibano a manter o tom e engrossar os couros para agüentar as rebordosas? O termômetro das ruas que facilmente capta o sentimento generalizado de rejeição ao atual governo e a perda de credibilidade pessoal de Dilma. Chutar a presidente, no nível que ela chegou, é fácil.

Esse seria o primeiro aspecto. O segundo é a probabilidade de vir a ascender no cenário nacional, em caso de o PSDB eventualmente assumir o governo, oficial ou informalmente, na hipótese de afastamento da presidente Dilma, ou no futuro pela via da eleição no ainda distante 2018.

Os dois fatores – juntos – dão combustível para inflamar pulmões e neurônios de Cássio nessa estratégia diária e permanente de desmantelamento do que ainda resta do governo Dilma e do PT. Cunha Lima reproduz pensamento da maioria do seu partido. O PSDB não pode perder a chance de tirar os petistas do Palácio da Alvorada.

Um dos ases do front tucano nessa guerra, Cássio refuta a acusação de golpe e sustenta a saída da presidente como alternativa democrática prevista na Constituição. Ele, mais do que ninguém, só não pode esquecer de uma coisa; não faz tempo que, na sua concepção e defesa, tudo isso tinha outro nome: “Tapetão”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas