PB e RN se unem para identificação de corpos em presídio e reforço na divisa

8
0
COMPARTILHE

As forças de Segurança da Paraíba – Polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros – estão trabalhando de maneira integrada com as forças de segurança do Rio Grande do Norte a fim de reforçar as ações de enfrentamento às ocorrências envolvendo o Sistema Penitenciário. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (16) pela Secretaria de Segurança do Estado.

Leia também:

– PB terá R$ 44,7 mi para construir presídios e Estado mantém alerta contra rebeliões

IPC disponibiliza peritos da Paraíba para identificar corpos em presídio do RN

Segundo o secretário executivo da Segurança e da Defesa Social da Paraíba, Jean Nunes, existe um planejamento operacional articulado, que envolve não só prevenção e repressão qualificadas, como também participação de todo o sistema de Inteligência estadual, o qual abrange inclusive o Sistema Penitenciário da Paraíba. O objetivo é identificar presos que estejam praticando delitos dentro e fora dos presídios (semi-aberto).

“Há uma articulação entre as duas secretarias e os estados para antecipar ações de prevenção, além das operações que a Polícia já vem fazendo, identificando presos que estão praticando crimes de dentro do presídio ou aqui fora. Além disso, a Paraíba ainda tem desenvolvido ações de reforço de policiamento nas divisas, o que resultou na prisão de dois fugitivos de Alcaçuz hoje na cidade de São Bento. O estado vizinho também conta com a colaboração do nosso Instituto de Polícia Científica (IPC) no que for necessário”, explicou Jean Nunes, que embarcou para Brasília (DF), a fim de participar de uma reunião com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, nesta terça-feira (17).

“Nesse encontro, queremos entender como vai acontecer o funcionamento dos núcleos estaduais de Inteligência, propostos pelo Ministério da Justiça, assim como sua estruturação. Nesse sentido, a Paraíba já saiu na frente, pois desde 2014 a Lei 10.338 já integra o nosso Sistema de Inteligência, com a participação do Sistema Penitenciário”, concluiu.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas