PB faz a??es no Dia Nacional de Combate ao Fumo; estado tem 453 mil fumantes

5
0
COMPARTILHE

O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. A OMS estima que um terço da população mundial adulta, cerca de 1,2 bilhão de pessoas, seja de fumantes. De acordo com estimativas do Instituto Nacional do Câncer, a Paraíba possui 453.546 fumantes e, destes, 89.784 estão em João Pessoa. O Dia Nacional de Combate ao Fumo é neste sábado (29), com atividades especiais.

Leia mais Notícias no Portal Correio

A programação prevê atividades no Shopping Manaíra, das 10h às 16h, em Manaíra, na Capital. O objetivo é trabalhar a prevenção do tabagismo, principalmente com crianças e adolescentes.

Como parte das ações de prevenção, foi feito o lançamento de uma plataforma de jogos educativos sobre tabagismo ao logo dessa semana em escolas do Estado.

Em Campina Grande, das 9h às 10h, os moradores do bairro Itararé que são assistidos pelas Equipes de Saúde da Família do local participam de uma ação educativa ena Facisa. A cidade registrou 35 casos de câncer de pulmão em 2014.

Cigarro

A nicotina, presente no cigarro, causa dependência e age na região do cérebro relacionada com o prazer. Além das alterações físicas, emocionais e comportamentais, cerca de 50 doenças graves estão relacionadas ao tabaco, entre elas: câncer de pulmão, boca, laringe, estômago; leucemia; infarto; bronquite; infecções respiratórias; trombose vascular. A fumaça do cigarro tem mais de 4.600 substâncias, entre elas 40 são cancerígenas.

Tratamento

Na Paraíba, existem hoje 37 Centros de Referência para Tratamento dos Fumantes, onde se pode buscar apoio para se livrar do vício em nicotina. O serviço é oferecido em Unidades de Saúde da Família; em Centros de Atenção Psicossocial (Caps); Centros de Atenção Integral à Saúde (Cais); Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf) e Centros de Saúde. Em alguns casos, os pacientes abandonam o cigarro com menos de um mês de acompanhamento.

O tratamento nesses locais é mantido pelo Ministério da Saúde, que repassa medicamentos ao Estado. Este, por sua vez, é responsável pela qualificação das equipes, monitoramento do trabalho nos centros e pelo encaminhamento do material enviado pelo Ministério. Os municípios entram com a administração das unidades de saúde.

Referência

Os hospitais de referência no Estado no combate aos tipos de câncer relacionados ao uso do tabaco – pulmão, esôfago e laringe – são o Napoleão Laureano; Oncoclínica e Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa; e Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (Fap) e Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), em Campina Grande.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas