PB tem chuvas acima da m?dia hist?rica e a?udes come?am a aumentar volume

0
COMPARTILHE

Cinco cidades do sertão paraibano registraram chuvas acima do previsto para todo o mês de janeiro em apenas oito dias. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (8) pela Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), que confirmou que dois mananciais tiveram aumento de até 3 milhões de metros cúbicos (m³) de armazenamento.

Leia também:

* Fenômeno novo surpreende e muda previsão climática, indicando mais chuvas para a PB;

* Cajazeiras tem maior índice de chuvas e Aesa apura se houve granizo no Seridó

De acordo com a Aesa, as chuvas foram provocadas por um vórtice ciclônico de alto nível, que é um sistema meteorológico comum durante a pré-estação chuvosa na Paraíba.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Com isso, os municípios de Emas, com 159,4 milímetros de chuva (mm); Cajazeiras (141,8 mm), Coremas (139,5 mm), Bom Jesus (125 mm) e Piancó (104,5 mm) já superaram a média histórica do mês de janeiro, que é de 100 mm.

“Este é principal fenômeno que provoca chuvas no semiárido paraibano. Ele costuma aparecer entre os meses de dezembro e janeiro, podendo se estender até fevereiro. No momento ele continua atuando e a previsão é de mais precipitações, principalmente entre o final desta sexta-feira e a madrugada do sábado (9)”, explicou a meteorologista Carmem Becker.

Segundo o presidente da Aesa, João Fernandes da Silva, as chuvas provocaram o aumento do nível de alguns açudes. 

“Por enquanto podemos destacar o reservatório de Mãe d’Água, que recebeu quase três milhões de metros cúbicos, e o açude de Coremas, que acumulou mais de 750 mil metros cúbicos. Nos demais não tivemos grandes recargas, mas estamos esperançosos de que a partir de fevereiro chova com mais frequência e os níveis melhorem significativamente”, contou João Fernandes.

Dos 124 açudes monitorados pelo Estado, 31 estão com mais de 20% do seu volume total, 32 tem menos de 20% e 61 estão em situação crítica, com menos de 5% do volume total.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas